dezembro 04, 2008

Ataque de abelhas mata garoto de 10 anos

Por Renato Fernandes

No final da manhã de quarta-feira, o garoto Giovani Ribeiro Tassi (foto ao lado), 10 anos, foi atacado por mais de mil abelhas em uma área verde, próxima ao Jardim Cambuí, em Botucatu, interior de São Paulo.

O garoto saiu com outros dois amigos para apanhar manga e no caminho de volta para a casa a mochila de um dos garotos, que estava cheia da fruta, se soltou e despencou sobre um enxame de abelha. Giovani não conseguiu fugir e acabou caindo de um barranco.

Os dois amigos correram para a casa e acionaram a unidade de resgate do Corpo de Bombeiros, que teve dificuldades para encontrar o local exato do acidente. A vitima foi socorrida por familiares e levada ao HC – Hospital das Clínicas da Unesp, onde deu entrada por volta das 16 horas, em choque anafilático.

O falecimento ocorreu no início da manhã de quinta-feira, devido ao choque e insuficiência renal. A escola onde o garoto estudava está em luto e as aulas serão retomadas na segunda-feira.

Em um gesto de bondade, a família de Giovani, doou as córneas do garoto para o Banco de Olhos do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB).

Em nome dos pacientes que aguardam na fila por um transplante, tanto o Banco de Olhos quanto a OPO (Organização de Procura por Órgãos) do HC agradecem à família de Giovani pelo ato consciente.