fevereiro 02, 2009

Botucatu: Conselhos se reúnem amanhã. Subprefeituras já estão definidas

Presidentes e representantes de Conselhos Municipais e a Prefeitura Municipal voltam a se reunir nesta terça-feira, dia 3 de fevereiro, a partir das 10 horas, no auditório Cyro Pires. Entre os diversos assuntos em pauta, está a criação da Casa dos Conselhos.

O espaço, custeado pela Prefeitura, servirá para fortalecer os Conselhos Municipais e consolidar as atividades comunitárias. A criação da Casa dos Conselhos será coordenada pela Secretaria de Descentralização e Participação Comunitária, sob o comando do secretário João Carlos Figueiroa. O local contará com infra-estrutura para reuniões e outras ações que possibilitem o conhecimento, a interação e a troca de experiências. Todos os Conselhos estão convidados a participar do encontro. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3811-1547.

Subprefeituras - a Prefeitura de Botucatu já definiu os prédios que irão abrigar as Subprefeituras. Em Vitoriana o imóvel é de propriedade da Prefeitura. Já em César Neto e em Rubião Júnior os prédios serão alugados. Os contratos de locação estão sendo preparados pela equipe jurídica da Prefeitura, e logo após a assinatura será dado início ao trabalho de reforma e adaptação dos imóveis.

Integrando-se aos serviços e ações do Governo Municipal, as Subprefeituras têm como competência atender às demandas do público no que se referem a cada uma das especificações das secretarias municipais.

Nas Subprefeituras, os cidadãos poderão registrar os pedidos ou reclamações que serão encaminhados à Ouvidoria Geral. Também estarão disponíveis serviços bancários, com a presença de um funcionário treinado pela Caixa Econômica Federal para realizar pequenas operações; agência dos Correios e atendimento de urgência com plantão de ambulância. Cada Subprefeitura também contará com salas disponíveis para atividades ligadas ao Turismo e Cultura.

O secretário de Descentralização e Participação Comunitária, João Carlos Figueiroa, explica que os espaços serão coordenados por subprefeitos, que acompanharão de perto o dia-a-dia das comunidades e apresentarão suas realidades para o prefeito e o secretariado municipal. “O objetivo do governo é de agilizar o atendimento à população e na solução dos problemas trazidos pelos contribuintes”, finaliza Figueiroa.