fevereiro 18, 2009

Municipal em ordem e rumo à informatização

Por Renato Fernandes

O administrador do Teatro Municipal Camillo Fernandez Dinucci, Tico Villela, disse ontem, através da Subsecretaria Municipal de Comunicação, que o local já está pronto para abrir a agenda de 2009.

Como acontece anualmente, o Municipal permaneceu durante o mês de janeiro e fevereiro fechado para reparos e manutenção. Villela destaca que foram trocados os drives da caixa de som, revisado todos os cabos e as vias de retorno para o palco e que ainda faltam a substituição de as lâmpadas queimadas e lentes quebradas”, completa.

Outro problema apontado por Villela no início do ano e que já foi solucionado pela Secretaria Municipal de Obras, era a desobstrução da saída de emergência, que estava com o acesso prejudicado devido a mesas, cadeiras e parte do antigo aparelho de ar condicionado.

Agora o desafio é a implantação do sistema de cadeiras numeradas, projeto que depende da informatização da bilheteria e do desenvolvimento de software específico. Para isso, a Secretaria Municipal de Cultura negocia, junto à Fatec (Faculdade de Tecnologia de Botucatu) a utilização de um estagiário para esse projeto. “A intenção é que tenhamos um mapa da platéia para que a pessoa escolha a poltrona nesse mapa e já receba o seu ingresso personalizado, na hora”, diz Villela.

A dificuldade encontrada pelo administrador é no método que deve ser utilizado para compartilhar o mapa da platéia com os prováveis pontos de comercialização de ingressos para evitar a venda de poltronas numeradas repetidas. “Consultamos algumas empresas especializadas que já trabalham com softwares semelhantes, mas o valor pedido por eles foi muito alto, algo entre R$ 80 e R$ 120 mil”, coloca.

A intenção do administrador é criar mecanismos para possibilitar a venda de ingressos numerados o quanto antes. “Uma das idéias, enquanto o software não é desenvolvido, é trabalhar com o mapa da platéia na bilheteria do teatro e disponibilizar fileiras de poltronas específicas nos pontos de venda”, revela.