março 03, 2009

HC promove atividades de divulgação e prevenção da Doença Renal Crônica

Uma série de atividades foi programada pelo Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) para marcar o Dia Mundial do Rim, dia 12 de março. As ações serão voltadas aos usuários do hospital, público interno e também comunidade em geral.

Será feita uma ampla divulgação sobre como prevenir a DRC (Doença Renal Crônica), exames farão o diagnóstico em pessoas com fatores de risco e também haverá palestras sobre o tema. A coordenação é a professora Jacqueline Teixeira Caramori, da Disciplina de Nefrologia da FMB. “A doença renal crônica é a epidemia do século XXI”, salienta.

O Brasil ainda não dispõe de estudos populacionais sobre a DRC, mas estima-se que aproximadamente 3 milhões de pessoas sofram deste tipo de doença, desde os estágios mais leves até os quadros mais graves. Em situações mais complicadas, o País tem cerca de 70 mil pessoas. “Realizar a triagem de DRC da população ‘em massa’ não parece ser uma estratégia prática, de custo-efetividade adequados. Devemos rastrear, principalmente, os indivíduos de risco, ou seja, os portadores de hipertensão arterial, diabetes e familiares de portadores de DRC”, esclarece professora Jacqueline, lembrando que indivíduos com mais de 60 anos também devem passar por exames, pois podem ser vítimas da doença renal crônica.

Programação completa do Dia Mundial do Rim do HC - 12 de março

No Hospital das Clínicas (HC)

- Das 7 às 8 horas e das 11 às 13 horas, no Refeitório do HC da FMB, será realizada divulgação do Dia Mundial do Rim e alerta sobre a DRC – voltada para médicos residentes e alunos. Será exibido um filme com informações da SBN (Sociedade Brasileira de Nefrologia) sobre seu Projeto “Previna-se”.

- Das 9 às 12 horas e das 14 às 16 horas, na Unidade de Diálise, haverá rastreamento de DRC nos familiares de doentes renais, através de exames de glicemia, urina e creatina.

- Das 9 às 12 horas e das 14 às 16 horas, no Espaço Boulevard (entrada principal do HC) será realizado o rastreamento de DRC na população (pessoas interessadas), através de exames de glicemia, urina e creatina.

- Das 9 às 12 horas e das 14 às 16 horas, na Casa do Servidor, a DRC será rastreada nos servidores , através dos exames de glicemia, urina e creatina.

Nas unidades básicas de saúde do Município

Nos postos de saúde: Centro Saúde Escola (CSE), no Jardim Iolanda, Parque Marajoara e Vila Ferroviária, será feito o rastreamento da DRC - Doença Renal Crônica.

Além disso, agentes de Saúde da Vigilância Epidemiológica visitarão 400 famílias para divulgar o material de prevenção da DRC produzido pela Sociedade Brasileira de Nefrologia.

Leandro Rocha - Assessoria de Comunicação e Imprensa da FM e HC