abril 02, 2009

Audiência pública discute a Campanha da Fraternidade 2009

No próximo dia 7 de abril, será realizada no auditório da Câmara Municipal, uma audiência pública sobre tema alusivo à Campanha da Fraternidade 2009.

O evento é uma realização do Poder Legislativo através da iniciativa dos vereadores Lelo Pagani, Fontão, Carlos Trigo e Prof. Gamito com o apoio da Comissão para o Serviço da Caridade, Justiça e Paz da Arquidiocese de Botucatu.

O tema a ser debatido com a comunidade é a “predominância do modelo punitivo no sistema penal brasileiro, expressão de mera vingança, aplicando a justiça restaurativa” e contará com a palestra do Padre Gunther A. Zgubic, Coordenador Nacional da Pastoral Carcerária da CNBB.

A participação da população, de autoridades e formadores de opinião na audiência pública é essencial. “A Campanha da Fraternidade realizada anualmente pela Igreja Católica é muito importante para discutir diversos assuntos relevantes para a nossa sociedade. Este ano a campanha tem como tema “Fraternidade e Segurança Pública” com o objetivo de suscitar o debate sobre a segurança pública e contribuir para a promoção da cultura da paz nas pessoas, na família, na comunidade e na sociedade, a fim de que todos se empenhem efetivamente na construção da justiça social que seja garantia de segurança para todos. É essencial que todos participem da audiência pública para assim integrarmos a Campanha que trata de um assunto que afeta a todos nós”, informam Pagani, Fontão, Trigo e Gamito.

A audiência pública terá início às 19h30. A Câmara Municipal fica na Pça. Com. Emílio Peduti,112, centro de Botucatu. Mais informações através do telefone: 3882-0636 ou 0800-556685.

CAMPANHA DA FRATERNIDADE

No dia 25 de fevereiro, quarta-feira de Cinzas, ocorreu o lançamento da CAMPANHA DA FRATERNIDADE - 2009 que tem como tema “FRATERNIDADE E SEGURANÇA PÚBLICA” e como lema “A PAZ É FRUTO DA JUSTIÇA”;

A Campanha da Fraternidade (CF), realizada todos os anos pela CNBB, teve início em 1964 com temas que diziam respeito apenas à Igreja. A partir de 1973, a CF começou a mostrar uma maior preocupação com a realidade social do povo brasileiro e os temas começaram a dar destaque à promoção da Justiça e às situações existenciais do povo brasileiro como a realidade sócio-econômico-política, marcada pela injustiça, pela exclusão e por altos índices de miséria;

Uma das motivações para que o tema da CF de 2009 seja a Segurança Pública foram os constantes pedidos feitos pela Pastoral Carcerária, organismo pertencente à CNBB que cuida da evangelização em unidades prisionais de todo o país. Além da Pastoral Carcerária, as dioceses e as regionais da Conferência por todo o país também solicitaram a adoção desse tema;