abril 08, 2009

Curso em Botucatu aborda produção in vitro de embriões bovinos

Procurando atender a crescente demanda do setor pecuário, a Prime Embryo – Biotecnologia da Reprodução Animal, empresa residente na Prospecta – Incubadora Tecnológica de Botucatu, realizará de 16 a 18 de abril, o “Curso de Aspiração Folicular e Manipulação de Oócitos Bovinos”.

O curso visa capacitar os participantes, a partir de informações teóricas e práticas, a desempenhar as técnicas de aspiração folicular e a manipulação, seleção e envase de oócitos, além de disponibilizar informações a respeito de empreendedorismo na biotecnologia.

O Brasil é referência mundial em produção in vitro de embriões bovinos, com uma crescente demanda por profissionais habilitados nessa cadeia produtiva. Anualmente, são produzidos in vitro cerca de 140 mil embriões bovinos no país. Considerando todas as etapas que envolvem o processo, a movimentação financeira do setor chega a 71 milhões de reais por ano. “Esses números demonstram a importância e a força do segmento, que tende a crescer apesar da atual crise econômica”, ressalta Sara Tomita, doutora em biotecnologia da reprodução animal. “Hoje, já existem cerca de cem laboratórios de produção in vitro no território nacional. Portanto, o profissional que pretende ingressar no setor terá boas oportunidades tanto como autônomo, quanto como associado a algum laboratório”.

O processo

A aspiração folicular é a primeira etapa da produção in vitro de embriões bovinos. Por meio de uma ultrassonografia, guia-se uma agulha acoplada a um sistema de vácuo para aspirar os folículos do ovário, os oócitos (gametas femininos). Eles serão processados, maturados e fecundados gerando embriões que serão transferidos com sete dias de idade para as vacas receptoras.

A produção in vitro de embriões, atualmente, é considerada uma poderosa ferramenta de reprodução e melhoramento genético. Já superou em volume a técnica de produção de embriões in vivo, que ocorre a partir da colheita do próprio embrião e sua transferência para a receptora.

Porém, a técnica ainda apresenta algumas limitações que são alvo de pesquisas científicas. A Prime Embryo conta com um moderno laboratório de produção in vitro, situado na Fazenda Lageado, em Botucatu, que atualmente apresenta duas linhas de desenvolvimento: prestação de serviços e pesquisa, desenvolvendo novas tecnologias tanto para gado de corte como de leite. “Em parceria com a Unesp e a USP, estamos pesquisando uma solução para uma das principais limitações que ainda existe na técnica da produção in vitro, que é a dificuldade com a criopreservação do embrião, ou seja, como mantê-lo apto a utilização após o congelamento”, explica a doutora Sara Tomita. “Apesar desta limitação, a técnica dispensa o uso de elevadas doses hormonais, ao contrário dos procedimentos convencionais de colheita e transferência de embriões”.

Inscrições e mais informações podem ser obtidas pelo site: www.prime-embryo.com.br ou pelos telefones (14) 3811-7263/ 3811-7210.

 

Serviço:

“Curso de Aspiração Folicular e Manipulação de Oócitos Bovinos”

Vagas: 12

Data: de 16 a 18 de abril

Local: Prospecta – Incubadora Tecnológica de Botucatu, Fazenda Lageado, Botucatu, SP.

Inscrições e mais informações: www.prime-embryo.com.br

Legenda:
João Cláudio pede a colaboração da comunidade para mobiliar salão