abril 07, 2009

Equipe de transplante renal do HC/FMB/Unesp recebe homenagem da Câmara de Botucatu

O Hospital das Clínicas, vinculado à Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB), recebeu, dia 6 de abril, moção honrosa da Câmara Municipal de Botucatu (238 km de São Paulo), pelos resultados obtidos em 2008 nas cirurgias de transplantes renais. Desde 1987 o HC realiza este tipo de procedimento. A iniciativa da homenagem foi da Ong (Organização Não-Governamental) Doe Vida.

Na ocasião foi apresentada uma moção de congratulações, de autoria do vereador Dr. Bittar (PCdoB), e aprovada por unanimidade pelos parlamentares da Casa. A Dra. Maria Fernanda Carvalho, chefe da equipe de transplantes renais recebeu a condecoração. Estiveram presentes ao evento os médicos José Carlos Trindade Filho, André Luiz Balbi, Roberto Jorge da Silva Franco, Hamilton Yamamoto, Paulo Kanawa e Luís Gustavo Modelli Andrade.

Representante da Ong Doe Vida, a aposentada Ângela de Oliveira, 48, ressaltou em discurso na tribuna livre da Câmara, a referência regional que o HC tem em captação e transplante de órgãos e tecidos. “Temos um hospital sendo referência na realização destes transplantes no Estado e os resultados obtidos no ano passado merecem ser comemorados”, ressaltou. Ela, que conviveu com insuficiência renal por uma década e conseguiu no marido o doador compatível, também relatou a importância da conscientização sobre a doação de órgãos e tecidos.

Em 2008, o Hospital das Clínicas realizou 48 transplantes, sendo 24 doadores vivos e 24 falecidos. Os dados, fornecidos pela Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), garantiram que o HC fosse a unidade pública de saúde que mais procedimentos deste tipo realizou no interior do Estado.

Os números obtidos no ano passado fazem do HC uma referência no interior paulista. Em quantidades absolutas, a unidade vinculada à FMB fica atrás apenas da Unicamp (87 transplantes). Teve transplantes superiores aos realizados pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto/USP (47) e Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (37). Em todo o país aconteceram 5373 transplantes de rim, enquanto que em São Paulo foram 1501.

“Nossos números cresceram sistematicamente. A superintendência do hospital tem estimulado esse aumento no número de cirurgias e a própria Secretaria de Estado da Saúde tem feito um trabalho minucioso que visa a conscientização das pessoas, o que resulta também no aumento dos transplantes”, declarou Dra. Maria Fernanda. “Nossa expectativa é que este ano ultrapassemos 60 cirurgias deste tipo”, complementou a médica.

Flávio Fogueral - Jornal da FMB