abril 06, 2009

Terremoto na Itália mata 50 e deixa dezenas de desaparecidos e desabrigados

Da Agência Brasil


Cerca de 50 pessoas morreram, entre elas cinco crianças, na cidade medieval de Áquila, no centro da Italia, em conseqüência de um violento terremoto, que deixou dezenas de desabrigados e desaparecidos. A Defesa Civil da cidade informou que o tremor alcançou 5,8 graus na escala Richter, podendo ter atingido um pico de 6,3 graus, de acordo com informações divulgadas pela BBC Brasil.

A maioria dos habitantes de Áquila estava dormindo às 3h32 (22h34h no horário de Brasília) quando começou o abalo, que foi sentido em Roma, capital da Itália, a 95 quilômetros de distância. Foram danificados milhares de prédios na cidade atingida.

O terremoto começou a ser percebido horas antes, tendo cem mil pessoas deixado suas casas mais cedo, de acordo com informação dada à BBC Brasil pelo prefeito da cidade, Massimo Cialente.

O governo da Itália decretou estado de emergência na região. O primeiro-ministro Sílvio Berlusconi cancelou viagem que ia fazer a Moscou e se deslocou para Áquila. Diversos vilarejos da região de Abruzzo, onde se situa a cidade atingida, também sofreram estragos em conseqüência do tremor. Linhas de telefone e de energia elétrica foram interrompidas.