junho 24, 2009

Capacitação para que HC receba o selo “Hospital Amigo da Criança” sofre com baixa adesão

Os treinamentos realizados com os servidores do complexo Faculdade de Medicina de Botucatu / Unesp (FMB) e Hospital das Clínicas (HC), para que seja obtido o credenciamento de “Hospital Amigo da Criança”, não têm reunido a quantidade de pessoas esperada. Essa dificuldade pode trazer problemas para que o hospital receba o título de excelência no atendimento de crianças até dois anos de idade, com enfoque no aleitamento materno.

As aulas sobre amamentação, que são realizadas desde setembro de 2008, todas as quartas-feiras, às 13h30, tem recebido, em média, 30 pessoas por semana. O ideal seriam 75 participantes, já que são 2.250 trabalhadores ao todo que precisam receber as informações. A previsão era de que todos passassem pelo treinamento em um ano e meio (até março de 2010), mas a baixa adesão tem feito aumentarem as chances dessa expectativa não se concluir.

A coordenadora do Banco de Leite Humano do HC, enfermeira Ms Patrícia Kelly Silvestre, afirma estar bastante preocupada com os problemas de participação dos servidores. “Não queremos apenas conseguir o credenciamento para o hospital, mas também criar uma cultura interna sobre a importância do aleitamento materno. Os servidores podem usar essas informações em casa, seja ele mulher ou homem”, frisa Patrícia. “Em várias aulas tivemos testemunhos, ao final, de pessoas que não sabiam por qual motivo precisavam participar do curso. Mas após assistirem às explanações disseram ter tirado um grande proveito. Por isso, peço que nosso público se dê a oportunidade de assistir a aula”, completa.

O próximo curso está marcado para acontecer dia 24 de junho, na Casa do Servidor. Em julho não serão realizadas as aulas, que serão retomadas dia 5 de agosto.

As palestras são ministradas por cinco profissionais: enfermeira Ms Patrícia Kelly Silvestre, as médicas pediatras Dra. Saskia Fekete e Francisca Faleiros, a médica obstetra Dra Cláudia Guimarães e a nutricionista Valéria Barbin. O projeto conta, ainda, com a colaboração de alunas do curso de Nutrição.

Assessoria de Comunicação e Imprensa da FMB e HC/Unesp