junho 17, 2009

Marcelo Roy: o artista que vai onde o povo está

Por Renato Fernandes

O cantor sertanejo Marcelo Roy é daquele que honra o lema: “o artista vai onde o povo está”, divulgando e vendendo seu trabalho de forma simples e eficaz, ele vai de casa em casa oferecendo seu CD. O resultado é motivo de comemoração. Trabalhando dessa forma, ele atingiu a vendagem de oito mil cópias. “Cada 10 pessoas que eu abordo pelo mesmo quatro acabam comprando o álbum”, garante o artista.

Ele relembra que essa média de venda ocorreu no início da década, quando ainda trabalha com o irmão, formando a dupla “Marcelo Roy e Messias”. “Percorremos 78 cidades. A rotina era basicamente a mesma, de manhã percorríamos as emissoras de rádio e no restante do dia íamos de casa em casa oferecendo o CD”, explica.

O novo CD, e primeiro trabalho solo de Roy, já vem sendo divulgado em emissoras de rádio da região. “Acredito que já tenha vendido pelo menos mil cópias deste trabalho”, informa.

A dupla terminou suas atividades em 2001. “Meu irmão quis se afastar para estudar. Nessa época eu quase desisti da música, e me afastei por cinco anos da carreira artística”, explica.

O álbum tem o selo alternativo da “A Music” e reúne canções sertanejas e românticas. “O carro chefe do CD é a canção ‘Andréa’, uma balada romântica que tem muita relação com a atualidade. Também tenho trabalhado a música ‘Carona no Coração’”, diz.

A composição “O Pinto”, também tem chamado a atenção dos ouvintes. “Essa música eu vou preparar para participar do programa Garagem do Faustão”, revela.