junho 03, 2009

Prefeitura e carnavalescos querem a reativação da União das Escolas de Samba

A Prefeitura Municipal irá reativar a Liga das Escolas de Samba de Botucatu, que perdeu a função em 96, quando o carnaval de rua ficou inativo por quatro anos.

Segunda a Secretária Adjunta de Turismo, Priscila Ribas, a reativação vai trazer mais força e recursos para o carnaval botucatuense, que nos últimos anos foi representado por alguns blocos pequenos. “Com a notícia, os blocos já começaram a se unir e a tendência é que se formem várias escolas”, explica Ottony Tonin, da Subsecretaria de Turismo.

A nova diretoria e conselho fiscal da UESB, União das Escolas de Samba de Botucatu, será definida em assembléia, marcada para o próximo dia 15, segunda-feira, ás 20h no Espaço Cultural Antônio Gabriel Marão, localizado na Avenida Dom Lúcio, 755.

Na ocasião serão eleitos 12 cargos: Presidente, Vice, Secretário, Vice Secretário, Tesoureiro e 2° Tesoureiro, além de 3 membros efetivos e 3 suplentes para o Conselho Fiscal. O sistema de votação será em sistema de maioria absoluta em primeira instância e após 30 minutos, com o número de presentes. Terá direito a voto os participantes da última diretoria e 1 representante por bloco.