junho 18, 2009

Professores fazem curso de língua portuguesa para deficientes auditivos

No próximo dia 19, a Secretaria de Estado da Educação vai oferecer aos professores de ciências, história, geografia e educação especial um curso de orientação técnica de ensino de língua portuguesa para portadores de deficiência auditiva. Serão capacitados 364 educadores no Centro de Apoio Especializado (Cape), da Secretaria.

O mesmo curso será realizado nos dias 6, 7 e 8 de julho, também no Cape. O objetivo é capacitar professores de outras disciplinas para trabalhar a grafia com alunos que apresentem deficiência auditiva. Até então, essa tarefa coube apenas aos professores da língua portuguesa, responsáveis pela alfabetização.
Educadores de diferentes disciplinas serão treinados pela secretaria a partir do próximo dia 19

A Secretaria atende cerca de 290 alunos com deficiência auditiva nos ensinos Fundamental e Médio de todo o Estado, que serão beneficiados pelo programa de atualização de professores. "Investir no treinamento constante de professores é fundamental para garantir a inclusão destes alunos. Com professores capacitados, damos um passo decisivo para melhorar a aprendizagem dos estudantes", afirma o secretário de Estado da Educação, Paulo Renato Souza.

As aulas serão ministradas por profissionais do Cape e por Maria Cristina Pereira, professora de Lingüística da PUC (Pontifícia Universidade Católica) e membro da Divisão de Educação e Reabilitação dos Distúrbios de Comunicação da PUC.

O Cape é o órgão responsável pela produção de materiais destinados aos alunos portadores de necessidades especiais. Além disso, o departamento realiza um trabalho especializado para identificar alunos superdotados, com déficit de atenção ou hiperatividade. Sua equipe é formada por psicólogos, fonoaudiólogos e professores especializados.

Secretaria de Estado da Educação - Assessoria de Imprensa