junho 22, 2009

Visão do Futuro dá óculos a quase 1.800 alunos

Quase 1.800 alunos vão ganhar óculos do Programa Visão do Futuro, iniciativa do Fundo de Solidariedade e Desenvolvimento Cultural e Social do Estado de São Paulo (FUSSESP) em parceria com a Secretaria de Estado da Educação. O programa pioneiro no Estado ainda vai encaminhar outros 46 mil estudantes aos exames médicos ambulatoriais, em grandes hospitais da cidade. Todos os alunos tiveram problemas de visão detectados durante a triagem feita nas escolas da rede.

As consultas acontecem todos os sábados até o dia 15 de agosto e são realizadas na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, Hospital das Clínicas, Hospital São Luiz Gonzaga, Hospital Municipal de Ermelino Matarazzo e na Universidade Federal de São Paulo.

46 mil estudantes da rede vão passar por exames oftalmológicos até dia 15 de Agosto
A parceria capacitou 4.800 professores que realizaram nas salas de aulas a primeira etapa do programa. Por meio dos testes de acuidade visual, aplicados pelos docentes, foi possível identificar os alunos com sintomas que denunciem a existência de algum problema de visão.
Ao todo, 133 mil alunos entre 6 e 8 anos matriculados na 1ª série do Ensino Fundamental foram avaliados.

Trabalho com a comunidade

As unidades escolares têm também a tarefa de reforçar junto à comunidade a importância de comparecer às consultas e do uso dos óculos no processo de aprendizagem de seus filhos. “É necessário que a família compreenda a importância de levar seu filho para fazer o exame”, comenta Ana Leonor Sala Alonso, coordenadora do programa Visão do Futuro na Secretaria de Estado da Educação. Esse trabalho de conscientização terá o apoio da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social.

Visão do Futuro

O programa Visão do Futuro também conta com a parceria de outras entidades como a Santa Casa de Misericórdia, Unifesp e com a Secretaria de Estado da Saúde e as secretarias municipais de Educação, Saúde, Assistência e Desenvolvimento Social. Outro importante apoio vem da Associação das Consulesas (Aconsp), que doa os óculos para as crianças.

Além do diagnóstico e suporte aos alunos com problemas de visão, o programa irá realizar um estudo sobre a saúde visual das crianças com base nos resultados.

Secretaria de Estado da Educação - Assessoria de Imprensa