julho 15, 2009

Após morte por Gripe Suína, Unesp anuncia mais um caso suspeito em observação

Mais um caso suspeito de Gripe Suína em Botucatu está sob observação no HC – Hospital das Clínicas da Unesp. A internação aconteceu na madrugada de quarta-feira, dia 15, algumas horas após a confirmação da morte do representante comercial, Ricardo César Tini Jecovi, 28 anos, pelo vírus Influenza H1N1 (Gripe Suína).

O especialista responsável pelo atendimento do paciente, o médico Ricardo Augusto Monteiro de Barros Almeida, e o médico infectologista do Departamento de Doenças Tropicais e Diagnóstico por imagem do HC, Carlos Magno Fortaleza, não confirmam se o paciente que deu entrada teve ou não contato com a vítima fatal.

Em entrevista ao programa Balanço Geral, da Rede Record, Monteiro explicou que o paciente Ricardo Jecovi deu entrada na unidade hospitalar com febre, dores no corpo, náusea, vômitos e tosse seca, sintomas que segundo ele são comuns a vários tipos de doenças.

Diante desse quadro. O hospital trabalhou com diversas hipóteses, como pneumonia bacteriana ou sinusite. O quadro evoluiu e o paciente passou a apresentar sérios problemas respiratórios, foram então analisadas outras possibilidades como Leptospirose. A piora no quadro clínico levou a unidade a realizar vários exames laboratoriais, inclusive procedimentos referentes à Gripe Suína (Influenza – H1N1).

O paciente não recebeu o medicamento específico para o tratamento da Gripe Suína, devido ao tempo em que vinha apresentando os sintomas, há mais de 48 horas. O especialista esclarece que o Ministério não preconiza a utilização após esse período, já que o medicamento não teria a eficácia necessária.

Monteiro ainda ressaltou que a família foi orientada sobre os procedimentos que devem adotar em caso de sintomas e acrescentou que as pessoas que tiveram contato com o paciente fatal e que apresentem qualquer suspeita devem procurar o hospital e evitar a circulação pelo Pronto Socorro.

Leia Também - Botucatu registra morte por Gripe Suína (H1N1)