agosto 20, 2009

Notívagos e Cultura abrem inscrições para oficinas de teatro

Dando continuidade ao projeto teatral “Trilogia da Fé”, a Quadrilha de Teatro Notívagos Burlescos e a Secretaria Municipal de Cultura abrem o período de inscrições “Oficina de Iniciação” e “Núcleo de Improviso”.

A Oficina de Iniciação Teatral propicia aos interessados em adquirir conhecimento em artes cênicas, o primeiro contato com a linguagem. Através do exercício prático, com jogos e atividades, a oficina pretende, estimular e fomentar a atividade cultural e artística na cidade, desenvolver noções sobre o fenômeno teatral, seus aspectos estéticos e papel social.

O “Núcleo de Improviso” retoma suas atividades para o processo de criação da peça “Frei Fidélis”. Partindo da pesquisa de livros, entrevistas, documentários e matérias jornalísticas. O Núcleo criará cenas através de jogos de improvisação para contar passagens da vida de Frei Fidélis e suas teorias. As cenas serão organizadas em um texto teatral que será montado no próximo ano.

Cada oficina tem a duração de quatro meses e conta com um encontro semanal que realizado às terças-feiras (Iniciação Teatral) e às quintas-feiras (Núcleo de Improviso) das 19 às 22 horas no Teatro Municipal Camillo Fernandez Dinucci. Em dezembro as turmas apresentam o espetáculo “Ativar!!!”.

A Oficina de Iniciação possui 30 vagas disponíveis para maiores de 14 anos com pouca ou nenhuma experiência teatral. Já o Núcleo de Improviso possui 30 para maiores de 14 com experiência teatral.

Inscrições estão abertas durante o mês de agosto e na primeira semana de setembro na Secretaria de Cultura de Botucatu ou pelo e-mail notivagosburlescos@yahoo.com.br. As oficinas terão início em setembro.

A trilogia - O Projeto Trilogia da Fé é uma iniciativa da Quadrilha de Teatro Notívagos Burlescos em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura de Botucatu, que envolve oficinas e montagens teatrais sobre três personagens da história da cidade de Botucatu: a santa não-canônica Ana Rosa, o médium Carmine Mirabelli e o frei Fidélis. Trajetórias que possuem elementos de realidade e lenda, misticismo e religiosidade, ceticismo e fé.

As atividades tiveram início em 2006 com o processo de montagem da peça “Ana Rosa”, com participantes das Oficinas de Montagem e do Núcleo de Improviso. No mesmo ano a peça fez apresentações em diversos espaços da cidade e ainda a representou em um encontro estadual do Projeto Ademar Guerra em São José dos Campos. O projeto consolidou as atividades do Núcleo de Improviso e deu origem ao Núcleo de Montagem, que em 2007 e 2008 foram responsáveis pela criação das cenas para a peça “Mirabelli”, bem como de sua montagem e estréia.