agosto 19, 2009

Produtores de frutas da região de Botucatu recebem certificados

A cidade de Paranapanema será sede da entrega de certificados aos produtores da região de Botucatu que adotaram mudanças importantes em suas micro e pequenas empresas por meio de um conjunto de melhorias, o Boas Práticas Agrícolas, que faz parte do Projeto Fruta Paulista, resultado de uma parceria entre o Sebrae-SP e o Instituto Brasileiro de Frutas (Ibraf). O reconhecimento aos produtores acontece durante o IV Simpósio Internacional de Fruticultura Temperada em Região Sub-Tropical, entre os dias 20 e 22 de agosto, das 8h às 19h, na Rodovia Raposo Tavares, Km 266, Gleba VI, na Estância Turística de Paranapanema.

O objetivo do Projeto Fruta Paulista é, por meio da introdução das Boas Práticas Agrícolas, preparar os pequenos produtores de frutas para atenderem as exigências dos consumidores e conquistarem novos mercados pela qualidade das frutas produzidas. Entre as principais medidas de melhorias estão a adoção de sistema de gestão, redução do uso de agrotóxicos, uso mais eficiente de adubos e uma melhor organização da propriedade. “As Boas Práticas Agrícolas visam a sustentabilidade ambiental, econômica e social das explorações agropecuárias, especialmente a dos pequenos produtores. Aqueles que conseguirem adotá-las terão um componente de competitividade que diferenciará o seu produto dos de seus concorrentes”, afirma José Carlos Gomes dos Reis Filho, coordenador estadual dos projetos de fruticultura do Sebrae-SP.

O principal fator para que os produtores locais recebam os certificados foi o apoio do Sebrae-SP e do Ibraf que, após identificarem os problemas da região, disponibilizaram um corpo técnico para acompanhar por dois anos o desenvolvimento das ações propostas para a adoção das Boas Práticas Agrícolas.
Conjunto de melhorias, chamado de Boas Práticas Agrícolas, possibilita que os produtores se preparem melhor para atender as exigências do mercado

Durante o evento, haverá palestras técnicas e consultoria da Caravana da Fruta (integrante do Projeto Fruta Paulista) que possibilitam a interação entre produtores e especialistas em frutas de clima temperado cultivadas em regiões sub-tropicais do Brasil e do exterior. “A Caravana da Fruta pretende aumentar a conscientização e alavancar o acesso às inovações tecnológicas, que auxiliam os pequenos produtores a adotarem as normas de Boas Práticas Agrícolas. Esse é um importante passo para a certificação dos produtos, exigida no mercado internacional”, explica Eduardo Ribeiro Ruiz, gestor do projeto Fruta Paulista pelo Sebrae-SP em Botucatu.

O Coordenador do Projeto Fruta Paulista do Ibraf, Mauricio de Sá Ferraz, ressalta a importância da Caravana da Fruta. “O programa permite a troca de informações entre os produtores, pois as alternativas de uma região podem ajudar a outra, com inovação, tecnologia, mercado, entre outras. Esta interação possibilita ao produtor o aperfeiçoamento de seu negócio.”

O IV Simpósio Internacional de Fruticultura Temperada em Região Sub-Tropical é promovido em parceria pelo, Sebrae-SP, Instituto Brasileiro de Frutas (Ibraf), Holantec e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O Estado de São Paulo foi escolhido como sede por ser o segundo maior produtor de pêssego do Brasil, com 185 mil toneladas produzidas em 2007, atrás apenas do Rio Grande do Sul, que produz variedades principalmente destinadas à indústria.