outubro 30, 2009

"Museu Caboclo e do Tropeiro" volta para Botucatu

Por Renato Fernandes

O dia 8 de outubro será de festa para o adoradores da tradição tropeira da região, com a reinauguração do “Museu Caboclo e do Tropeiro”, que agora, tem sua sede instalada no sítio Kinder Haus, na estrada de acesso ao Véu de Noiva.

A programação do evento atende toda a família e tem início às 9h30, terminando por volta das 18 horas. Neste período, acontecerão atividades variadas, como shows de música raiz, moda de viola, sertaneja, contação de ‘causos’ sobre a vida tropeira e outras atividades que valorizem a origem do tropeirismo, cavaleiros e das comitivas boiadeiras no Brasil.
Além disso, a alimentação será garantida por receitas tí picas, como arroz carreteiro, feijão tropeiro, churrasco, farofa e café tropeiro.

A nova sede é construída em alvenaria e foi conquistada após convênio entre o patrono e fundador, Fernando Dias e o proprietário do sítio, André Luis Alpes. “Conheço o Fernando há mais de 20 anos, e ele esteve em casa falando sobre a história do museu e a vontade de desencaixotar as peças e voltar a colocá-las em exposição. Como temos um galpão amplo, que servia para abrigar funcionários,  decidi disponibilizar esse espaço para o Museu. Sou admirador do trabalho do Fernando e tenho consciência da necessidade de mantermos viva essa cultura’, diz Alpes.

Dias explica que manteve o museu em área próxima à nova sede durante seis anos, contando com pouco apoio da iniciativa privada e poder público. O patrono ressalta que nos últimos três anos o acervo esteve abrigado em Pratânia, no Espaço Taquara Póca. “Com a mudança do prefeito de Pratânia ficou difícil mantermos o museu no espaço que usávamos. Foi então que surgiu a possibilidade de retornarmos com o acervo para Botucatu”, afirma Dias.

Alpes explica que o acervo foi ampliado e que agora novas peças passam a contar novos capítulos da história do tropeirismo. “Após a reinauguração, pretendemos estabelecer convênios com o Poder Público para possibilitar às crianças da rede municipal de ensino visitarem o acervo. É importante saberem a respeito dos tropeiros e como foram formadas as cidades do Estado de São Paulo”, diz.

O museu fica no quilômetro 1,5, da Estrada de acesso ao Véu de Noiva, região do Bairro Demétria. Informações e agendamento de visitas pelos telefones: (14) 3881-7654, (14) 9692-8979 ou (14) 8134 - 2715.