outubro 02, 2009

"Trair e Coçar", uma das comédias de maior sucesso do teatro brasileiro, chega a Bauru

A montagem dirigida por Attílio Riccó estreou no Rio de Janeiro no dia 26 de março de 1986. Em agosto de 1989 estreava na capital paulista e desde então permanece em cartaz.

Tornou-se um fenômeno de público, arrastando multidões em todos os teatros por onde passou, acumulando uma platéia cativa que não se cansa de rir com as confusões da empregada mais atrapalhada do teatro nacional. Em 2009 comemora 23 anos de sucesso ininterrupto.

Para celebrar esse acontecimento o espetáculo foi totalmente repaginado. Começando pela entrada de um diretor artístico, Alexandre Reinecke, que acumula alguns espetáculos de sucesso no currículo. Junto com ele veio Miguel Briamonte, diretor musical de grandes sucessos em cartaz em São Paulo e que assina a trilha sonora. Um cenário mais moderno e atual foi construído, novos figurinos também foram incorporados, proporcionando uma contextualização mais contemporânea à peça.

Marilú Bueno e Suely Franco foram as primeiras atrizes a dar vida a empregada Olímpia na montagem carioca de “Trair e Coçar é Só Começar” em 1986, enquanto São Paulo, três anos depois revelava Denise Fraga interpretando a mesma personagem que hoje é vivida por Anastácia Custódio.

Inspirada no gênero Vaudeville, a peça gira em torno de meras hipóteses de adultérios, geradas por equívocos e confusões provocadas por uma empregada, que se aproveita da desconfiança geral entre os casais do enredo para subornar seus patrões e amigos. A estória conta com três casais, um padre e um vendedor de jóias que se torna, sem querer, o pivô de uma série de suspeitas de traição. É uma comédia de costumes com todas as confusões do gênero. Tem como fio condutor a empregada Olímpia que complica e descomplica a ação e uma série de personagens à beira de um ataque de nervos.

O sucesso deve-se à agilidade do texto que fornece boas piadas do começo ao fim da peça. Sucesso que garantiu a “Trair e Coçar é Só Começar” presença no Guinness Book nas edições de 1994, 95, 96 e 97 como a mais longa temporada ininterrupta em cartaz do teatro nacional. O espetáculo também foi agraciado com Prêmio Quality Cultural de 2005. Já se apresentou em Miami no Teatro Colony e no Brasil já foi visto por quase 6 milhões de expectadores em mais de 9 mil apresentações.


SERVIÇO
Trair e Coçar é Só Começar
De: Marcos Caruso
Direção Geral: Attílio Riccó
Direção Artística: Alexandre Reinecke
Elenco: Anastácia Custódio, Carlos Mariano, César Pezzuoli, Samantha Caracante, Carla Pagani, Kátia Roberta, Sylvio Tolledo, Mario Sergio Pretini e Osmiro Campos.
Indicação Etária: 12 anos
Dias: 15 (quinta-feira) e 16 (sexta-feira) de outubro
Horário: 21h
Local: Teatro Municipal Celina Lourdes Alves Neves
Endereço: Avenida Nações Unidas 8-9
Preços: R$50,00 (inteira) e R$25,00 (meia-entrada)
Pontos de venda: bilheteria do Teatro, Quiosque Brahma,
Informações: 3879-0350 / 3235-1072
Realização: Radamés Bruno Produtora e Chiquito Produções