novembro 24, 2009

Bauru vacina contra a febre amarela no Shopping e Calçadão

Nesta quarta-feira (25/11), as doses da vacina contra a febre amarela serão disponibilizadas pelas equipes do Departamento de Saúde Coletiva, da Secretaria Municipal de Saúde, na quadra 05 do Calçadão da rua Batista de Carvalho, das 9h às 11h30, e no Piso 2 do Bauru Shopping, próximo ao acesso à Praça de Alimentação, das 14h30 às 18h30.

O DSC alerta a população que é importante a aplicação da vacina como medida preventiva à doença, devido à aproximação do período de férias, quando muitas famílias procuram diversas regiões do país para suas viagens. As doses devem ser aplicadas com 10 dias de antecedência à data da viagem, para que ocorra o efeito necessário de imunização. E apesar de Bauru nunca ter registrado casos de febre amarela na cidade, a região do município é considerada de risco, informou a Vigilância Epidemiológica de Bauru.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, através do Departamento de Saúde Coletiva, mais de 4.000 doses da vacina foram aplicadas contra a Febre Amarela em Bauru, desde o dia 26 de outubro. A iniciativa faz parte do Trabalho de Intensificação de Vacinação contra a doença, conforme determinação da Secretaria de Saúde do Estado.

As doses da vacina contra a febre amarela também estão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde, dentro do horário de atendimento de cada uma delas, na maioria das 8h às 17h.

O Bauru Shopping fica na rua Henrique Savi, 15-55.

VACINA CONTRA FEBRE AMARELA

A vacina será liberada a todos aqueles com idade a partir de 09 meses e que não tenham recebido a dose antes de um prazo de 10 anos. As pessoas que apresentarem doenças agudas febris moderadas ou graves deverão adiar a vacinação até a resolução do quadro.

O DSC também alerta que a vacina é contra-indicada para as pessoas que se apresentem nas seguintes condições:

    * Com Imunodeficiência congênita ou adquirida (imunodeficiência grave associada à infecção pelo HIV), transplantados, imunodepressão secundária a neoplasia, quimioterapia, radioterapia, corticoterapia (doses maiores ou iguais a 2mg/Kg/dia de prednisona ou equivalente, para crianças e maiores ou iguais a 20mg/dia, para adultos, por um período maior que 14 dias);
    * Indivíduos soropositivos para HIV e que se desloquem para áreas de risco de transmissão de febre amarela deve ser indicada a vacinação levando-se em conta a contagem de CD4 e carga viral, devendo ser avaliado cada caso;
    * Indivíduos que possuam histórico de reação anafilática relacionada a ovo de galinha e seus derivados;
    * Gestantes em qualquer fase constitui contra-indicação relativa, devendo ser avaliado cada caso.

De acordo com o Ministério da Saúde, no Brasil, a série histórica de Febre Amarela no período entre 1982 a 2009 evidencia um número anual muito variável de casos, observando-se surtos intercalados com anos de transmissão esporádica.

No período de fevereiro a abril de 2009, na região sudoeste do Estado de São Paulo, foram confirmados 28 casos humanos e 11 óbitos, por febre amarela, segundo a Secretaria de Saúde do Estado.

Em Bauru nunca houve registro de febre amarela, informou a Divisão de Vigilância Epidemiológica, da Secretaria Municipal de Saúde.

Site da Prefeitura Municipal de Bauru