novembro 25, 2009

Segundo especialista, mais de 90% dos tumores estão associados ao estilo de vida

Trabalho cansativo, lanches rápidos e fáceis de fazer, nenhum exercício físico e noites mal dormidas por conta do estresse. Identificou-se com pelo menos duas dessas citações? Cuidado: você pode correr o risco de desenvolver várias doenças, dentre elas, o câncer. Mais de 90% dos tumores estão associados à maneira como vivemos e nos alimentamos. A afirmação é do médico oncologista José Roberto Fígaro Caldeira, responsável pelos programas de prevenção e pró-reitor de Desenvolvimento e Promoção à Saúde da Fundação Amaral Carvalho.

Segundo ele, apenas cerca de 10% dos tumores são desenvolvidos devido a características hereditárias. O restante, é resultado do comportamento. “Um sanduíche é gostoso, mas tem uma quantidade de gordura excessiva. Todos sabem que obesidade faz mal, mas ninguém pensa em parar de se alimentar excessivamente. Além disso, a rotina estafante e alimentação desregrada podem fazer com que o indivíduo venha a desenvolver uma neoplasia”, salienta dr. Caldeira.

As mulheres são um grupo que, devido à mudança de paradigmas no decorrer dos anos, está mais propenso a desenvolver câncer. “A mulher moderna tem um estilo de vida completamente diferente, vai pensar em ter um filho só depois de ter a carreira estabilizada, normalmente após os 30 anos. E ter o primeiro filho com essa idade já é fator de risco para o desenvolvimento de câncer de mama, por exemplo”, sinaliza o médico.
Amaral Carvalho realiza atividades direcionadas ao diagnóstico precoce neste sábado
Estatísticas recentes apontam que o câncer está em segundo lugar no ranking de doenças que mais matam no país - só perde para doenças do coração -, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Já o Instituto Nacional do Câncer estima que, em 2009, quase meio milhão de casos novos serão registrados. Para o médico, o número é alarmante. “É muita gente. Não podemos continuar vivendo desse jeito. Esse estilo de vida cobra demais. Tudo tem um preço, e no caso da saúde, o preço a pagar pode ser muito caro”, enfatiza dr. Caldeira.

A solução, para o especialista, é a prevenção. Desta forma, é possível detectar a doença na fase inicial e, assim, aumentar as chances de cura do paciente. Confira o quadro e saiba como se prevenir do câncer.

2ª Semana Jauense de Prevenção do Câncer
Neste sábado, 28, o Hospital Amaral Carvalho (HAC) prepara a 2ª Semana Jauense de Prevenção do Câncer, programação especial com foco educativo para a população de toda a região. Será um dia de atividades direcionadas aos cinco programas de prevenção — colo do útero, mama, boca, próstata e melanoma — a fim de lembrar o Dia Nacional Contra o Câncer, comemorado na sexta-feira, 27. Toda a população está convidada a participar do evento, que está previsto para começar as 9h. A programação se estende até as 14h.

Como o HAC já possui ações direcionadas ao diagnóstico precoce, as atividades extrapolam os limites físicos da entidade e ocorrem na Praça da República. No local, a população poderá entrar em contato com informações sobre a doença por meio de folders e explicações de profissionais. As mulheres ainda terão oportunidade de realizar exames ginecológicos em um consultório-móvel itinerante da entidade.

Para o médico especialista em mastologia, dr.Caldeira, o evento tem como foco as principais áreas da doença. "Queremos ressaltar a importância da prevenção, que é uma maneira de diminuir a mortalidade do câncer no país, ainda muito alta", explica o médico.

SERVIÇO
2ª Semana Jauense de Prevenção do Câncer
Atividades de prevenção ao melanoma e câncer de boca, colo do útero, próstata e mama, das 9h às 14h
Local: Praça da República (Jardim de baixo), no Centro
Realização: Hospital Amaral Carvalho

PREVINA-SE!
- Pratique atividades físicas pelo menos três vezes por semana. Uma caminhada de meia hora pode, além de ajudar na prevenção de tumores, melhorar o sistema cardiorrespiratório, ósteo-muscular e auxiliar em problemas de ordem psíquica, como a depressão.

- Evite a ingestão de gordura de origem animal, consuma carne vermelha sem gordura. Esqueça as bebidas alcoólicas, principalmente os destilados. Quanto maior a dose de bebida alcoólica, maior o risco.

- Use e abuse de frutas, legumes e verduras. Determinados tipos de frutas podem ajudar ainda mais na prevenção do câncer. A maçã tem efeito antitumoral. Brócolis e cereais protegem contra câncer de boca, estômago e mama.

- Não abuse de hormônios. Quando indicado, use a menor dose, no menor período possível.

- Para as mulheres, façam regularmente os exames de Papanicolaou depois da primeira relação e mamografia após os 40 anos. Opte pelo ultrasom das mamas, se necessário. Detectar alterações celulares precocemente pode evitar o desenvolvimento da doença.

- Para os homens a partir dos 40 anos, além do PSA, faça o exame de toque retal.

José Roberto Fígaro Caldeira, médico oncologista, responsável pelos programas de prevenção e pró-reitor de Desenvolvimento e Promoção à Saúde da Fundação Amaral Carvalho