dezembro 01, 2009

Chuvas do final de semana pioram situação da represa do zoo de Bauru

O Zoológico Municipal que vem sofrendo há mais de dois anos com o assoreamento de sua represa, teve a situação agravada com as chuvas deste final de semana. O assoreamento é provocado pela canalização por parte da Centrovias, de parte da água pluvial oriunda da rodovia Comandante João Ribeiro de Barros.

Segundo o diretor do Zôo, Luiz Pires, mesmo após o DAE estar trabalhando há mais de 10 dias no desassoreamento da represa, com a utilização de uma draga da autarquia e ter retirado mais de 100 caminhões de areia do local, bastaram as chuvas mais fortes deste final de semana, para que todo o trabalho até então realizado fosse perdido e a situação ficasse ainda pior, demonstrando que as erosões na área de Reserva Legal da Unesp, provocadas pela canalização mal dimensionada dessa água por parte da Centrovias, está aumentando muito, e toda a terra sendo carreada para a represa.

Ainda segundo Pires, o Zoológico já enfrenta problemas de abastecimento de água em cinco recintos (anta, cervo nobre, antílopes, cisne negro e aquário) uma vez que o local de captação novamente se encontra sob uma camada de mais de dois metros de terra.

“Não sabemos mais o que fazer, já comunicamos o que vem ocorrendo ao Ministério Público, Cetesb, Polícia Ambiental, Centrovias, Artesp e o problema continua, sendo que o dano ambiental tanto na Reserva Legal de Cerrado da Unesp, como na represa do Zoo, toma proporções cada vez maiores, sendo que pelo rápido avanço, em breve nada mais poderá ser feito a não ser mais uma vez lamentar o ocorrido”, conclui o diretor.

Do site da Prefeitura Municipal de Bauru



Empregos Manager Online