dezembro 18, 2009

Fundap credencia escolas para curso de enfermagem

A Fundação do Desenvolvimento Administrativo (Fundap), órgão ligado à Secretaria de Gestão Pública, abriu inscrições para o credenciamento de escolas públicas e privadas, na Baixada Santista, interessadas em ministrar o Curso de Formação de Técnico em Enfermagem do TecSaúde (Programa de Formação de Profissionais de Nível Técnico para Área de Saúde no Estado de São Paulo).

As inscrições das instituições interessadas em se credenciar devem ser feitas até o dia 10 de janeiro pelo site da Fundap (www.fundap.sp.gov.br)  Lá, podem ser encontrados o edital com os pré-requisitos exigidos, e o formulário  necessário para participar.

Até o momento, existem 1.324 inscritos no curso na Baixada Santista. O número é dez vezes superior à quantidade de vagas (120) oferecida pela escola contratada para realizar o TecSaúde.   Em todo Estado, o número de interessados em participar do curso chega a 38.788 candidatos. 
Credenciamento na Baixada Santista foi reaberto porque número de candidatos supera em 1.122% a quantidade de vagas
As escolas credenciadas irão atuar nas regiões das seguintes cidades da Baixada Santista: Bertioga, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande, Santos e São Vicente.

O TecSaúde, totalmente gratuito, é destinado a auxiliares de enfermagem que estejam ou não em atividade.  Com duração de até 12 meses, o curso é composto de 690 horas, sendo 490 de aulas teóricas e 200 de estágio supervisionado pelas unidades da ETSUS (Escola Técnica do SUS no Estado de São Paulo).  No final, o aluno recebe a certificação, mudando a qualificação de auxiliar para técnico em enfermagem.

No total, o TecSaúde  tem capacidade para formar até 100 mil interessados em todo Estado, num prazo de três anos.  O programa  é inspirado no projeto de Profissionalização dos Trabalhadores da Área de Enfermagem (Profae), uma experiência bem-sucedida criada pelo governador José Serra em sua gestão como ministro da saúde. A iniciativa  resultou na formação de 188.423 auxiliares de enfermagem e de 74.934 técnicos em enfermagem.  Além disso, a medida permitiu que 15.957 auxiliares de enfermagem pudessem fazer curso de complementação do ensino fundamental e promoveu a formação de 13.161 enfermeiros como docentes de educação profissional.

Da Secretaria de Gestão Pública



Empregos Manager Online