dezembro 01, 2009

Botucatu assina repasse federal para Banco de Alimentos

A Prefeitura Municipal de Botucatu assinou na tarde desta segunda-feira o convênio com a Caixa Econômica Federal que autoriza o repasse de R$ 450 mil do Governo Federal para construção do Banco de Alimentos no município. A verba será depositada nos próximos dias pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, em contrapartida o poder executivo municipal terá que destinar cerca de R$39 mil para conclusão da obra.

O projeto do Banco de Alimentos foi aprovado em agosto pelo Ministério, que destinou verba para apenas 18 projetos como este no Brasil. Em Botucatu, o local irá funcionar sob coordenação da Secretaria de Assistência Social e Agricultura.

De acordo com o Ministério de Combate à Fome, são jogados todos os dias cerca de 39 milhões de quilos alimentos, que daria para alimentar 19 milhões de pessoas. O objetivo do Banco de Alimentos é utilizar todo este material que não será comercializado, mas ainda está próprio para consumo.

Segundo a Secretária de Assistêcia Social, Maria Della Coleta, a Secretaria de Agricultura irá captar estes produtos entre as empresas doadoras de todo Estado e os técnicos da Secretaria de Assistência irão destinar o material entre instituições beneficentes cadastradas, possibilitando a complementação alimentar de todas as pessoas assistidas. “Possuímos 18 mil famílias em situação de risco alimentar em Botucatu, todas elas serão beneficiadas pelo Banco”, conclui.

Além disso, o Banco de Alimentos auxilia as instituições a fazerem o uso adequado destes alimentos; com cursos, palestras, treinamentos e oficinas culinárias que ensinam a manipular, armazenar e aproveitar integralmente os produtos, evitando desperdício e aproveitando o valor nutricional.

Para atender estas necessidades, o projeto do Banco de Alimentos, concluído pela Secretaria Municipal de Planejamento, contempla uma câmara frigorífica, cozinha experimental, centrífuga, fogão industrial, entre outros utensílios para a prática.

Para o Prefeito João Cury a intenção é criar, posteriormente, a Cozinha Comunitária. “ Vamos instalar o Banco próximo à Horta e Quitanda Comunitária, para transformarmos a região em um pólo deste setor. Com a Cozinha Comunitária vamos oferecer pratos populares por R$1”, explica.

A previsão da Prefeitura Municipal é entregar a obra antes do prazo de 18 meses, sugerido pelo Governo Federal. Segundo o chefe do executivo, a intenção é acelerar esta obra para ser concluída logo no primeiro semestre de 2010.



Empregos Manager Online