janeiro 20, 2010

Grupo "Arte de Rua" leva a cultura Hip-hop à Vitoriana

Por Renato Fernandes

O grupo de Dança Arte de Rua, através do B´Boy Jonas Santos Estevão, está levando a arte e a cultura para crianças com idade entre 8 e 16 anos, do Distrito de Vitoriana e da cidade de Pardinho.

Em Vitoriana, através de uma parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, teve início em novembro uma série de oficinas de Hip-hop. O ciclo será encerrado em fevereiro. “No início do processo tivemos uma participação significativa, mais de 50 pessoas compareceram nas atividades. Atualmente, esse número reduziu um pouco, e contamos com uma média que varia entre 20 e 30 alunos”, explica Santos.

Nas oficinas, os professores transmitem aos alunos noções de dança, passando ainda conceitos a respeito do hip-hop e sua história. “Não queremos passar aos participantes apenas a parte prática. É importante que também tenham acesso à cultura do movimento hip-hop, identifiquem seus fundadores e tomem conhecimento da história por trás da dança”, explica.

A conclusão das oficinas será marcada por uma apresentação dos alunos, no evento mensal “Arte de Rua”, que acontecerá no dia 21 de fevereiro. “Nossa presença no Distrito está sendo muito bem aceita. Eles comparecem, participam e aprendem com muita facilidade. O importante é que estamos plantando uma semente de arte e cultura em uma região carente da Cidade”, coloca.

As crianças têm encontrado em programas de televisão um grande incentivo para aderir ao projeto.  “Eles sempre comentam que assistiram em programas de talentos e variedades, grupos e dançarinos se dando bem e conseguindo boas colocação com o break. Acaba servindo de incentivo e as aulas ganham produtividade”, revela.

Em Pardinho, o ciclo de oficinas teve início na tarde de sábado, com uma apresentação de dança no Centro de Cultura Max Feffer. ”Vamos realizar as oficias todas as quartas-feiras, das 14 às 16 horas. O show abre as inscrições”, diz.