janeiro 12, 2010

Luiza Erundina consegue saldar dívida

“Fico feliz por saber que ela quitou sua dívida e me sinto um colaborador premiado que lutou por uma causa justa”. Assim o Deputado Milton Flávio referiu-se ao fato da Deputada Luiza Erundina ter conseguido saldar sua dívida de 350 mil por ter sido condenada devido a uma Ação Popular movida quando era prefeita de São Paulo, gestão 1988/93. A ação visava obter a reposição aos cofres públicos de dinheiro utilizado pela Prefeitura com publicações jornalísticas nas quais a então prefeita manifestou apoio à greve geral de 1989.

A sentença entendeu que a matéria publicada não atendia ao interesse público e condenou pessoalmente Luiza Erundina a pagar o elevado valor de R$ 350 mil. Como se trata de uma decisão definitiva, foram penhorados o apartamento onde mora (seu único imóvel), seu carro e ainda 10% da remuneração mensal como deputada. Mesmo assim, seu patrimônio era inferior ao total da dívida. Diante disso, o Deputado Milton Flávio resolveu ajudá-la a angariar recursos para saldar a dívida. 

Um jantar suprapartidário foi articulado por Milton Flávio e realizado dia 8/12 na Pizzaria Speranza, com grande sucesso. Para os participantes, o evento tornou-se quase um libelo a favor da democracia e dos políticos sérios do País, num tempo em que as denuncias de corrupção se multiplicam a cada dia que passa no noticiário político nacional.

No evento, Milton Flávio agradeceu a presença de todos, falou sobre a honestidade e sobre a lisura de Erundina a frente da Prefeitura de São Paulo. Estavam presentes deputados de vários partidos - entre eles PT, PSDB e PSB - o presidente da Assembléia Legislativa Barros Munhoz e o Secretário de Desenvolvimento do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Como o recurso arrecadado ultrapassou o valor da dívida, Erundina destinará o excedente a uma instituição de caridade.