janeiro 14, 2010

Pastoral da Criança informa em nota circunstâncias da morte de Zilda Arns

Da Agência Brasil

A Pastoral da Criança informou, em nota divulgada hoje(14), as circunstâncias em que ocorreu a morte de sua fundadora, Zilda Arns, uma das vítimas no terremoto ocorrido no Haiti.

Segundo relatou o senador Flávio Arns, sobrinho da médica, que viajou ao Haiti para cuidar do transporte do corpo para o Brasil, ela estava em uma igreja, onde havia acabado de proferir palestra para cerca de 150 pessoas e conversava com um sacerdote, que queria mais informações sobre o trabalho da Pastoral da Criança.

“De repente, começou o tremor. O padre que estava conversando com ela, deu um passo para o lado e a dra. Zilda recuou um passo e foi atingida diretamente na cabeça, quando o teto desabou. Ela morreu na hora”, diz a nota.

O coordenador nacional adjunto da Pastoral da Criança, Nelson Arns, filho da médica, disse ontem (13), em entrevista coletiva à imprensa,  que ela tinha muitos planos para este ano, principalmente viajar pelo mundo divulgando o trabalho da pastoral.

Em sua agenda, além do Haiti, já estavam previstas viagens para o Uruguai e Colômbia no mês de fevereiro, México e  Paraguai em março, no mês de maio ela viajaria em missão na Argentina, em junho para a Republica Dominicana e em outubro para Angola e Guiné-Bissau