janeiro 20, 2010

Redes sociais são aliadas do Bloco da Imprensa

Por Renato Fernandes

Twitter, Orkut, Facebook, e outros meios de comunicação virtual são grandes parceiros do Bloco da Imprensa em sua organização para o Carnaval 2010.  Este ano, o responsável pela organização é o repórter Cristiano Alves, que decidiu, inclusive montar uma rede social no Ning (www.blocodaimprensa.ning.com), para aproximar os foliões e ampliar as discussões em torno do samba enredo, confecção de fantasias, entre outros itens.

“Temos utilizado todas as mídias para avisar sobre as atividades. Na verdade, é uma maneira de lembrar as pessoas que foram convidadas a não se esquecerem dos eventos. Também ajuda a convidar outros interessados. Incorporamos essa ferramenta junto aos meios de massa, como rádios, jornais, revistas, sites, blogs e outros, que são muito importantes nessas divulgações. Mandando uma mensagem pelo Orkut, por exemplo, chegamos a 500  pessoas em segundos. É algo impressionante”, comenta.

A rede social conta com a participação de 37 foliões, com expectativas de crescimento. “As pessoas acabam acessando para saber das novidades sobre o bloco, dias de ensaio, produção de fantasias e outras atividades de preparação do Carnaval. Algumas ainda têm certa dificuldade com essa linguagem de internet. Mas, quem mexe alguns dias, se inscreve e percebe a grande utilidade desse meio de interação, em seguida, monta a sua rede social e não pára de usar”, explica.

A preparação da imprensa para o carnaval começaram logo após a folia de 2009. “Mesmo assim, existe uma cultura de fazer tudo de última hora para essa festa. O que a gente tentou este ano é a profissionalização do Carnaval. Organização é muito importante para que façamos uma festa bonita. Também falta envolvimento e interesse de mais pessoas. Aqueles que estão trabalhando, se desdobram para fazer ensaios e fantasias. Tudo o que é possível fazer em poucas pessoas, estamos fazendo”, ressalta. “O que tem motivado bastante os foliões é o samba-enredo, que já está pronto e todos estão cantando”, completa.

Siga o Bloco da Imprensa no Twitter: www.twitter.com/blocodaimprensa.