março 20, 2010

Controle ambiental: HAARP a terrível máquina de fazer terremotos

Teorias conspiratórias sempre estão em pauta na internet, mas nos últimos meses, um programa governamental do governo Americano tem atraído a atenção dos teóricos sobre conspiração: o projeto HAARP (High Frequency Active Auroral Research Program).

O site oficial do projeto explica que “o objetivo do programa é fazer avançar ainda mais o nosso conhecimento das propriedades físicas e elétricas da ionosfera terrestre, que pode afetar a nossa comunicação militar e civil, sistemas de navegação. O programa HAARP opera um mundo de classe centro de pesquisa localizado na ionosfera Gakona, no Alasca”.
         Antenas da Haarp bombardeiam a ionosfera        

Apesar das explicações científicas, logo após o destrutivo tremor de terra no Haiti, o presidente da Venezuela, Hugo Chavez acusou os Estados Unidos de estarem por trás do sismo e cita que se tratou apenas de um teste cujo objetivo seria conferir a eficácia contra um inimigo maior, o Irã.

Em artigo publicado pelo site Ciência Gnóstica ,  o pesquisador Roberto Chola  aponta várias possibilidades para o projeto americano, entre eles a alteração climática e a movimentação de placas tectônicas. “Quanto ao fato de tal dispositivo poder provocar terremotos seria uma possibilidade, pois o som é uma freqüência que quando direcionada, potencializada e em estado ‘ressonante’ com a estrutura que se deseja atingir, pode provocar o total aniquilamento de tal estrutura como se esta fosse feita de material frágil. Mas, aí seria outro tipo de onda eletromagnética não-ionizante (talvez uma faixa de microondas – SHF ou EHF). Sempre que me perguntam a respeito, lembro-me do filme protagonizado pelo Steve Segal – ‘Força em Alerta 2’, onde um cientista dissidente inventa um satélite capaz de gerar pulsos localizados de microondas e assim provocar terremotos”, aponta no artigo.

Segundo os aficionados por conspirações, esse não seria o primeiro teste sobre a superfície terrestre. Em 2007 foi registrado um intrigante tornado no mar do Golfo Pérsico, cuja base apresentava uma estranha luminosidade, logo após o incidente vários golfinhos foram encontrados mortos, com queimaduras graves.



As queimaduras nos golfinhos apresentam pontos semelhantes com a morte de um rebanho de ovelhas em Amã, em outubro de 2009, na cidade de Balqa. Segundo dados do Governo iraniano, a temperatura em região de aproximadamente dois mil metros quadrados atingiu 400 graus. “O fenômeno foi descoberto por acaso quando ovelhas entraram no terreno enquanto estavam pastando”, informou o governador da província, Abdul Khalil Sleimat. Os pastores das ovelhas relataram que os animais “foram completamente queimados e desapareceram”.


O programa HAARP teve início em 1990. E sua base fica a 8 quilômetros ao norte de Gakona, no Alasca em: 62 min 23,5 graus de latitude norte e 145 min 8,8 graus de longitude oeste. A escolha do Alaska é estratégica, segundo o site da HAARP,  “o Alasca é o único estado que está na região auroral. Na verdade, o local escolhido para a HAARP é ideal por duas razões:
    Instalações da Haarp ocupam uma ampla área do Alaska    
• A ionosfera Alasca sobre HAARP pode ser caracterizada como mid-latitude, auroras polares ou dependendo de como estão as atividades solares em determinados momentos e dias. O que oferece uma grande variedade de condições ionosféricas para estudar.
• A facilidade de pesquisa HAARP consiste em dois subsistemas principais: o transmissor de HF, e  a outros fins científicos, instrumentos de observação que foram projetados e construídos e que estão também serão instalado no local. Os dois subsistemas são iguais em importância investigativas. Os instrumentos de observação científica exigem uma localização tranquila eletromagnética. Esses locais só são tranquilos  e longe das cidades e áreas construídas. Esta é uma razão, por exemplo, que os telescópios ópticos são construídos em montanhas  remotas: para evitar o "ruído óptico" associados com grandes cidades”.  



Não existe nenhuma prova de que as pesquisas americanas estejam criando um novo sistema de guerra, que podemos intitular de combate ambiental, mas os riscos são apontados por cientistas de todo o mundo. “Do ponto de vista militar, HAARP é uma arma de destruição em massa. Potencialmente, ela constitui um instrumento de conquista capaz de desestabilizar seletivamente sistemas agrícolas e ecológicos de regiões inteiras. Embora não haja evidências de que esta mortal tecnologia foi utilizada, certamente as Nações Unidas deveriam se preocupar com a questão da ‘guerra ambiental’ de modo simultâneo com o debate sobre os impactos climáticos do efeito estufa”, coloca o professor Michel Chossudovsky da University of Ottawa.

No terremoto ocorrido no Chile, em fevereiro deste ano, luzes estranhas foram vistas no céu. Momentos antes dos tremores, a repórter chilena Cecilia Lagos afirma ter sido testemunha desse estranho fenômeno e relatou sua experiência à CNN.

 “Eu vi através de minha janela, enquanto eu ainda estava na cama, o céu mudando de cor, foi absolutamente surreal. Eu realmente achei que fosse o fim do mundo. Não sei, espero que me entendam porque não estou exagerando de forma alguma o que vi pela janela. O que foi mais aterrador ao ver o céu mudando de cor com aquele tremor de terra, forte, terrível e surpreendente. A terra abriu e construções foram abaixo.”
A experiência vivenciada pela jornalista pode ser comprovada no vídeo abaixo. As imagens foram captadas durante os tremores.

Estranhas luzes no céu também foram filmadas na China minutos antes de um devastador terremoto, em 12 de maio de 2008.


Algumas dúvidas podem surgir nesse cenário, porque Haiti, Chile e China?
Nos dois primeiros países os tremores romperam cabos de fibra ótica que interligam bancos e outros sistemas de tráfego de dados e comunicações. No dia 27 de fevereiro, o Brasil sentiu os efeitos dos tremores através da  dificuldade de acesso à internet, pelos clientes do serviço Virtua.

O tremor na China causou uma reação em cadeia de explosões em áreas montanhosas. O maior arsenal do governo chinês foi destruído pelo abalo. O tremor deu fim a testes de armas, destruiu uma instalação recém inaugurada e parte das instalações nucleares, incluindo várias ogivas.

Foi o terremoto de apenas um evento aleatório natural, ou estrategicamente e intencionalmente criado?

É necessário levar em conta que o número oficial de mortos foi de 80.000, o sistema HAARP desligou 8 horas antes do terremoto, o tremo foi de magnitude 8,0 e aconteceu no dia 12 de maio de 2008 (5 / 12 = 5 + 1 + 2 = 8), o terremoto ocorreu exatamente 88 dias antes dos Jogos Olímpicos de Pequim e a Olimpíada teve início em 8/8/08 às 8:08.

O ex-governador do Estado Americano de Minnesota,  Jesse Ventura preparou um documentário sobre o tema, que foi apresentado em 4 partes, confira abaixo.

HAARP parte 1


HAARP parte 2


HAARP parte 3


HAARP parte 4

Explicações científicas de como fazer um terremoto






Para quem se interessou sobre o assunto recomendo esses links http://www.bibliotecapleyades.net/haarp/esp_HAARP_26.htm e http://www.realidadeoculta.com/haarp.html