março 29, 2010

Médica da FMB/Unesp Botucatu pode ter cometido suicídio durante plantão

A Diretoria da Faculdade de Medicina de Botucatu / Diretoria Clínica do Hospital das Clínicas, divulgou através da Assessoria de Imprensa da FMB, uma nota oficial falando sobre a possível causa da morte da médica anestesiologista, Maria do Carmo Buren Sammartino, 39 anos..


Segundo a nota, investigações feitas pelas autoridades policiais de Botucatu trazem evidencias de que pode ter sido suicídio a causa da morte da médica anestesiologista, que faleceu domingo, 28 de março, por volta das 13 horas, durante seu plantão na unidade.

"Uma confirmação só será possível após ficar pronto o resultado da perícia médica, o que deve ocorrer dentro de alguns dias. Maria do Carmo era contratada do hospital há 10 anos. A Diretoria da Faculdade de Medicina, Superintendência do HC e Diretoria Clínica lamentam seu falecimento e oferecem seus sentimentos a familiares e amigos", finaliza a nota.

Segundo informações do site Acontece Botucatu, apuradas pelo jornalista Quico Cuter, a médica sofria de depressão e reclamava de dor de cabeça. "Ela pediu uma medicação a um companheiro de trabalho e dirigiu-se ao alojamento feminino para repousar", coloca o site.

Ao lado da médica foram encontradas duas ampolas de atracurio, duas ampolas de propofal, uma ampola de fentanil e um frasco de soro. Todos os objetos foram apreendidos para averiguação. 

Atualizada_11h20 - (29/03/2010)