março 02, 2010

“Primeiras Rosas” abre a Mostra Teatral de Botucatu

A Mostra de teatro Cena Aberta, que acontece em Botucatu, no Teatro Municipal Camillo Fernandez Dinucci, entre os dias 4 e 14 de março, terá como espetáculo de abertura a peça “Primeiras Rosas”, encenada com bonecos pela Cia. Pia Fraus. A sessão ocorrerá às 17 horas, de quinta-feira (4) para alunos da Rede Municipal de ensino, e às 20h30, para o público em geral. 
A Companhia é considerada uma das mais influentes do país, já havendo percorrido a Argentina, Uruguai, Colômbia, Chile, Bolívia, Venezuela, Estados Unidos, Espanha, Portugal, Itália, Suécia, França, Inglaterra, Escócia, Índia, Holanda, Eslovênia, Equador e República Tcheca.

Ao longo de 25 anos de histórias, já passaram pelo grupo diretores de renome, como Naum Alves de Souza, Hugo Possolo, Osvaldo Gabrieli, Francisco Medeiros, entre outros. Além da ampla experiência com co-produções e participação como em Babe Bum (94/95), com o grupo Xpto e Sinfonia Circense (96), com o Acrobático Fratelli e a Orquestra Experimental de Repertório sob a regência do maestro Jamil Maluf.
O novo espetáculo que estará na Cidade é inspirado em quatro contos do livro “Primeiras Estórias”, do escritor Guimarães Rosa: As Margens da Alegria, A Terceira Margem do Rio, O Cavalo que Bebia Cerveja e Sequência.

O espetáculo faz parte das comemorações do aniversário de 25 anos de atividades. A companhia tenta traduzir as impressões que os clássicos lhes causaram, opondo essa criação às montagens lineares das histórias.

Quatro diretores assinam a direção da peça que estará na Cidade. A concepção é de Beto Andretta, foram convidados Alexandre Fávero, Miguel Velhinho, Carlos Lagoeiro e Wanderley Piras para dirigirem as histórias. Cada um assumiu o compromisso com um dos contos.

Segundo os atores, a construção representa um rico processo, onde a convivência com os diretores, empenho do elenco e processo de produção, revigoram  a linguagem artística da Companhia.

Um das características do grupo paulistano é trabalhar o conceito de teatro sem fronteiras, pesquisando a integração cênica do teatro de animação com outras linguagens, como a dança, teatro de máscaras, teatro de bonecos, circo e as artes plásticas.
A entrada para a sessão das 20h30 é franca, entretanto é necessário a retirada de ingressos antecipadamente, uma hora antes da apresentação, na bilheteria do Municipal.

Informações pelo telefone: (14) 3882 - 9004.