março 15, 2010

FMB promove "Cine Rubião", com exibição do filme O Pagador de Promessas

A Comissão de Arte e Cultura da Faculdade de Medicina de Botucatu, dando continuidade as suas atividades para 2010, promoverá o "Cine Rubião", que apresentará o filme "O pagador de Promessas".


A exibição será dia 17 de março, quarta-feira, às 17 horas, no Salão Nobre da Faculdade da FMB, em Rubião Júnior (em frente à Biblioteca). Em todo espetáculo haverá uma apresentação sobre a atração, antes do início e ainda espaço para discussão no final

O pagador de promessas é um filme brasileiro (drama) de 1962, escrito e dirigido por Anselmo Duarte e baseado em história de Dias Gomes.

O longa conta a história de Zé do Burro é um homem humilde que enfrenta a intransigência da Igreja ao tentar cumprir a promessa feita em um terreiro de candomblé de carregar uma pesada cruz por um longo percurso.

Zé do Burro é o dono de um pequeno pedaço de terra no Nordeste do Brasil. Seu melhor amigo é um burro. Quando este adoece, Zé faz uma promessa à uma mãe-de-santo do Candomblé: se seu burro se recuperar, irá doar sua terra aos pobres e carregará uma cruz desde sua terra até a Igreja de Santa Bárbara em Salvador, onde a oferecerá ao padre local. Assim que seu burro se recupera, Zé dá início à sua jornada.

O filme começa com Zé, seguido fielmente pela esposa Rosa, chegando à catedral de madrugada. O padre local recusa a cruz de Zé após ouvir dele a razão pela qual a carregou e as circunstâncias "pagãs" em que a promessa foi feita. Todos em Salvador tentam se aproveitar do inocente e ingênuo Zé. Os praticantes de Candomblé querem usá-lo como líder contra a discriminação que sofrem da Igreja Católica, os jornais sensacionalistas transformam sua promessa de dar a terra aos pobres em grito pela reforma agrária. A polícia é chamada para prevenir a entrada de Zé na Igreja, e ele acaba assassinado em um confronto violento entre policiais e manifestantes a seu favor. Na última cena do filme, os manifestantes colocam o corpo morto de Zé em cima da cruz e entram à força na Catedral.



Principais prêmios e indicações

Oscar 1963 (EUA)

- Indicado na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.

Festival de Cannes 1962 (França)
- Ganhou a Palma de Ouro.

Festival de Cartagena 1962 (Colômbia)
- Ganhou o Prêmio Especial do Júri.

San Francisco International Film Festival 1962 (EUA)
- Ganhou o Prêmio Golden Gate nas categorias de Melhor Filme e Melhor Trilha Sonora.

Curiosidades
- O pagador de promessas foi o primeiro (e até agora o único) filme brasileiro a ser premiado com a Palma de Ouro no Festival de Cannes.
- O diretor Anselmo Duarte e a equipe do filme foram recebidos com um desfile público em carro aberto, ao desembarcar no Brasil após o recebimento do prêmio em Cannes.
- Conforme contou no programa de Jô Soares, Anselmo Duarte foi homenageado em sua terra natal e, dentre as honrarias, havia o discurso de um famoso político local. No decorrer do discurso, o político insistia em pronunciar o nome de "Anselmo" como "Ansérmo", o que causava risos nos presentes. Percebendo a reação, o político disse que falava a liguagem do povo, mas que também se expressava na linguagem culta. Logo em seguida, tentou corrigir o erro, mas acabou por dizer "Ansérmo Dualte".
- Mais de vinte anos mais tarde, Gomes adaptou sua própria obra para a Rede Globo, no formato de minissérie. Esta versão foi, no entanto, censurada à pedido dos patrocinadores, que não teriam gostado das menções positivas feitas à reforma agrária.

Com Wikipédia e Assessoria de Comunicação e Imprensa - Unesp/Faculdade de Medicina/Botucatu