abril 17, 2010

Pricasso: o mestre da pintura peniana

O artista plástico Australiano Tim Patch (Pricasso) tem uma maneira curiosa de percorrer os quatro cantos do mundo. Ele participa de feiras eróticas mostrando sua técnica de "pintura peniana", ou seja, ele não usa pincéis para pintar seus quadros, são substituídos pelo pênis, e alguns detalhes ainda são encaixados na tela como um carimbo das nádegas.

Utilizando os recursos do próprio corpo, Pricasso já retratou personalidades artísticas e políticas. Em sua passagem pelo Brasil, em 2009, retratou o presidente Lula e apresentador do programa CQC, Marcelo Tas, entre outras personalidades.

Patch é um ex-construtor de Brisbane, que demonstrava talento e habilidade artística desde a infância, entretanto encontrou dificuldades para entrar no mercado de arte, até que decidiu inovar desenvolvendo a "pintura peniana".

Pricasso está com 58 anos de idade e iniciou suas aventuras nesse novo segmento em 2005, seu primeiro trabalho foi em uma festa natalina, quando usou uma lona como tela. De lá para cá o trabalho evoluiu e o artista atua com tintas especiais e antialérgicas, as telas são preparada para reduzir o atrito.

As obras têm valores entre U$ 50 e U$ 100, dependendo do tempo aplicado em seu desenvolvimento.

Patch é casado e tem quatro filhos

O artista

Histórico
Nome: Timothy James Francis Patch
Endereço: Austrália Beechmont,

Educação
1969 - 1972 West England da Academia de Arte.
1966 - College of Art de Portsmouth 1967
1963 - 1965 Bembridge Escola Pública, Isle of White Reino Unido.
Oakwood Prep School, perto de Chichester.

Atividades Profissionais
2006 Pricasso o artista nasceu.
2005 - 2006 "ART PENILE" Exposições e Artes Cênicas.
2004 - 2006 Retrato e caricaturista.
Performance de artista e Exposições.
Escultura Exposições.
2002 - 2006 começou a trabalhar sobre "casa estilo Gaudi" e Galeria de Arte.
1985 - 2002 Iniciou "Hellfire Cerâmica" Cerâmica e Olaria.
1983 - 1984 Sculpting diversas comissões.
1978 - 1982 Expositora Woodcarving & Arte nas galerias.
1977 emigrou para a Austrália a partir do Reino Unido.

Confira alguns trabalhos




O artista em ação.