agosto 04, 2010

450 quilômetros pedalando

O ator botucatuense, Fernando Vasques percorreu 450 quilômetros pedalando, entre os dias 8 e 12 de julho. A meta era participar da cerimônia de formatura de um primo, em Curitiba.  “No primeiro dia de viagem eu percorri aproximadamente 125 quilômetros, média que mantive até chegar ao destino”, disse.

Adepto do cicloturismo, Vasques explica que em janeiro já havia realizado uma aventura semelhante, percorrendo cerca de 350 quilômetros, entre as cidades de Santos e Paraty, junto com a namorada, Mariana Barros. “Foram dez dias de aventura, nesse caso o propósito era realmente o turismo, conhecer locais diferentes e, principalmente, fazer amigos”, explica.

A filosofia de aproveitar a estrada para conhecer pessoas, também foi o grande incentivo desta segunda viagem. “Não estava muito preocupado em pedalar demais ou simplesmente fazer o trajeto apenas de bicicleta, tanto é que peguei um ônibus entre as Cidades de Jaguariaiva e Ponta Grossa”, relata.

Caso não tivesse utilizado o transporte ele teria perdido duas grandes amizades. “No ônibus conheci um chileno que estava viajando há um bom tempo. Graças ao ônibus, também acabei mudando o percurso inicial e pegando outra estrada, o que me levaou a conhecer um outro ciclista que havia partido da Argentina. Ele também se chamava Fernando, e assim como eu, tinha como uma das propostas escrever poemas ao longo do caminho”, diz.

Vasques permaneceu em Curitiba durante uma semana e enfrentou o frio para participar da formatura do parente. “A vontade não era de retornar, queria seguir adiante e continuar a viagem”, diz.



Algumas poesias que surgiram durante a viagem

08 de julho de 2010
BOTUCATU-ITAÍ

"Itaí é bem aqui!"

124Km 570m 5:54:49

Caminho livre sem fim
Trânsito?
Só de gente querida
esperando
um sinal verde dentro de
mim.

09 de julho 2010

ITAÍ-ITARARÉ

"Itararé fica em baixo do meu pé!"

121Km 330m 7:38:15

Rodovias acessam cidades.
Ciclovias acessam pessoas.
Pessoas acessam-se.

10 de julho de 2010

ITARARÉ-PONTA GROSSA

"Piraí do Sul ficou longe como Istambul. Em Ponta Grossa tenho saudades da roça."

58Km 160m 4:26:36

Dedos formigando.
Formigas lentamente caminhando
Dedos formigantes
Formigas jovens e gestantes,
parindo a liberdade dos amantes.

11 de julho de 2010

PONTAGROSA-CURITIBA

"Curitiba: Ponto de chegada ou ponto de partida?"

142Km 690m 8:16:35

Dormir do lado que dói é mais
confortável
A dor,
meus pensamentos,
rói
e me faz mutável.