agosto 10, 2010

Esculturas com fita adesiva em exposição no MUBE

No dia 25 de agosto acontece a abertura da exposição de esculturas desenvolvidas com fita adesiva, no MUBE (Museu Brasileiro da Escultura). As obras fazem parte de um concurso realizado por uma fabricante dp produto e permanecerá aberta para visitação até o dia 12 de setembro.

Através da internet foram selecionadas oito obras que estarão expostas no Museu Brasileiro de Escultura (MuBE), em São Paulo. Durante a realização do evento serão anunciados os três primeiros colocados.

Oito obras disputam as primeiras posições, são elas: Quadro de Luz! , de Alexandre Ferro (São Paulo, SP); O Velho e o Mar, de Arthur Vieira de Medeiros (São Paulo, SP); Colorindo o mundo melhor, de Claudia H. Stern (Porto Alegre, RS); Sustentabilidade e sustentação pela energia Eólica, de Giane Conceição Soares (São Paulo, SP); Encanto, de Ieda Romera da Silva (São Paulo, SP); Não deixe ela escapar, de Roberto Galvão (São Paulo, SP); O Escaravelho e seus Restos, de Sabrina Zagati Travençolo (Campinas, SP) e Uma dança, de Silvia Si (Florianópolis, SC).

A escolha das oito peças aconteceu através do site www.criacaoscotch.com.br, de 11 de junho a 13 de julho,e contou com 18 finalistas. A mostra, tem curadoria da crítica de arte Kátia Canton. As esculturas são propostas criativas que consideram a interação com o espaço público, no conceito de intervenção urbana.

Os vencedores recebem prêmios no valor total de R$ 26 mil. O júri foi integrado por Kátia Canton, o artista plástico Eduardo Srur, o gerente de Marketing Corporativo da 3M do Brasil, Luiz Eduardo Serafim, a diretora da Elo3 Integração Empresarial, Soraya Galgane, e a diretora do MuBE, Renata Azevedo Junqueira.

O concurso também acontece nos Estados Unidos e no México.

A curadora do CriAção Scotch, Katia Canton, é docente do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo desde 1993, onde também atua na área de curadoria. É PhD em Interdisciplinary Arts pela New York University, Tisch School of the Arts (Nova York, EUA) e mestre em Performance Studies, pela mesma Universidade, onde estudou entre 1987 e 1993. Em junho de 2002 tornou-se Livre-Docente em Teoria e Crítica de Arte pela Escola de Comunicação e Artes da USP.

Veja mais trabalhos artísticos desenvolvidos com fitas adesivadas no site oficial do concurso 



























ENQUANTO ISSO... EM OUTROS BLOGS!