agosto 17, 2010

"Zeitgeist: Addendum" uma nova abordagem sobre o que nos manipula

Quem assisitiu o documentário Zeitgeist (leia : Zeitgeist um documentário que instiga o pensamento filosófico), provavelmente se sentiu um ser manipulado pelo sistema que vivemos, onde políticos, sociedades secretas e o sistema financeiro impõem as regras de forma sutil, inpiedosa e subliminar.

Um segundo documentário, chamado Zeitgeist: Addendum, foi lançado em 2 de outubro de 2008, como uma continuação do primeiro, onde os temas polêmicos voltam à tona em assuntos como a globalização, a manipulação do homem pelas grandes corporações e instituições financeiras, e aborda a atual insustentabilidade material e moral da humanidade, apresentando o Projeto Vênus.


O filme foi prodzido por Peter Joseph, e conclui que várias instituições tidas domo fundamentais ao ser humano são corruptas e perjudiciais para a humanidade, principalmente pelo fato da sociedade se baseaar na escassez e no uso de dinheiro, que deve ser substituída eventualmente. O filme propõe o uso da tecnologia como solução.

O filme apresenta formas concretas para debilitar o sistema monetário, e sugere ações para uma "transformação social", incluindo: o boicote ao bancos que alimentam o Sistema de Reserva Federal, os principais meios de comunicação, (que só representam a realidade que interessa às corporações), o Exército (que também defende os interesses das corporações e governos, não de seus povos) e às companhias energéticas (que através da venda e fornecimento tentam controlar nossa capacidade adquisitiva evitando a liberdade).

Também sugere que a sociedade deveria recusar a instituição política, por ter ficado obsoleta, além de ser absolutamente desnecessária, pois o problema que o mundo vem enfrentando não é político, mas sim científico e técnico.

Conheça o Movimento Zeitgeist Brasil

Assista o documentário:

Zeitgeist: Addendum foi estreada no 5º Annual Artivist Filme Festival (Festival de Filmes de Activismo Artístico) em Los Angeles, Califórnia, o 2 de outubro de 2008, e feita pública em internet o 4 de outubro do mesmo ano.




   ENQUANTO ISSO,  EM OUTROS BLOGS!