novembro 24, 2010

APA afirma que número de cães abandonados reduziu em Botucatu

Segundo informaçãoes da APA (Associação Protetora dos Animais) de Botucatu, a quantidade de animais abandonados nas ruas da Cidade vem reduzindo. Prova de que os trabalhos da entidade estão surtindo efeitos. “Quando iniciamos nossas ações  atendíamos uma média de 30 ligações por dia. Continuamos recebendo ligações, mas a quantidade caiu bastante”, ressalta a presidente da entidade, Isabel Torres Santos.

A redução, considerada aparente por Isabel, se deve a um árduo trabalho de um grupo de voluntários que investem recursos próprios para garantir a saúde, um lar e a castração,  desses animais.



Apenas em 2010, entre os meses de janeiro e outubro, a entidade respondeu por 2141 animais, entre cães e gatos, . Outro dado positivo é garantido pela feira de adoção, realizada mensalmente na Praça Comendador Emílio Peduti (Bosque), totalizando 538 animais que conseguiram um novo lar. Um número, não tão positivo, diz respeito às estátisticas de averiguação de maus tratos, até o momento foram 99 casos, porém a grande maioria foi alarmes falso. “As pessoas ligam, mas acabamos constatando que tudo não passou de engano ou trote. Essa averiguação gera gastos de comsbustível e telefone ao voluntário”, ressalta a presidente da entidade.

Outro fato que é importante esclarecer diz respeito à posse responsável e abandono. “Nos acionam para atender casos de abandono e quando chegamos ao local descobrimos que na verdade o animal foi liberado pelo próprio dono, para dar uma voltinha na rua, o que não é correto. Não basta ter um animal é necessário a posse responsável sobre ele”, ressalta.