dezembro 05, 2010

Cineclube Ybitu Katu comemora dois anos e faz balanço

O Cineclube Ybitu Katu completou dois anos de atividades e apresentou um balanço que aponta para um público de aproximadamente 600 pessoas ao longo deste ano.

“O público é fiel e já percebeu que oferecemos uma opção aos cinéfilos da Cidade. Com uma programação que privilegia filmes que estão fora do circuito comercial”, comenta Carlos Alexandre Henrique Fernandes, um dos responsáveis pelo cineclube.


Além do aniversário, alexandre também comemora a boa vontade da plateia. “Não cobramos ingressos, mas sugerimos a doação de um quilo de alimento não perecível. Este ano chegamos a aproximadamente 200 quilos, que foram repassados ao Asilo Padre Euclides”.

Ao lado de Henrique também atuam na organização das sessões Daniel Moraes e Amanda Marcolino, que já traçam planos para o próximo ano, como a adequação de uma das paredes do Centro Cultural de Botucatu, local onde acontecem as sessões.
“Vamos tampar buracos, arrancar pregos e pintar uma das paredes do Centro Cultural para utilizarmos como telão”, anuncia.

Como conquistas do ano, Henrique ainda cita a presença do cineasta Carlos Reichenbach, parceria com o Consulado Francês e a visita do presidente da Federação Paulista de Cineclubes José Augusto Vinagres, para acompanhar uma das sessões que acontecem semanalmente, aos sábados.


Um trabalho sem pretensão mas que  virou referência
O grupo que começou a trabalhar com o cineclube Ybitu Katu, tinha como ideia inicial criar um ambiente para que os amigos pudessem assistir filmes, sem pretensões. Com o passar dos meses perceberam que faziam a diferença. “Viramos referência, recebemos um grupo de Itu que quer reabrir um cineclube,  também conversamos com um grupo de Bauru que está montando  uma sala”, diz Henrique.

Dezembro terá sessões com filmes sobre o cárcere
A proposta do cineclube Ybitu Katu é desenvolver ciclos de exibições, com sessões mensais, sempre aos sábados, às 19h30.

Em dezembro, serão mostrados filmes sobre fugas mirabolantes de  prisioneiros, com o nome “O Cárcere no Cinema”.
Em cartaz:
• 4 de dezembro 
“A um passo da liberdade”;
• 11 de dezembro - “Papillon”;
• 18 de dezembro -
“O Profeta”.