maio 05, 2011

Duratex leva concertos com João Carlos Martins para Lençóis Paulista e Agudos

Para comemorar seus 60 anos, a Duratex promove, nos dias 13 e 14 de maio, concertos da Filarmônica Bachiana SESI-SP, sob a regência do Maestro João Carlos Martins, em Lençóis Paulista e Agudos, respectivamente. Em parceria com as prefeituras locais, a Duratex convida a população a doar livros que serão encaminhados a bibliotecas públicas.

Em Lençóis Paulista serão duas apresentações, às 19h00 e às 20h30, dia 13 de maio, no Clube Esportivo Marimbondo. Como o espaço tem um número de assentos limitado, o ingresso para a apresentação será obtido mediante a troca por um livro novo ou usado, em bom estado, nos seguintes pontos de troca: Casa da Cultura, Museu Alexandre Chitto, Biblioteca Municipal e Clube Esportivo Marimbondo. Em Agudos, o concerto será realizado no dia 14 de maio, às 19h30, na Praça Tiradentes. No local, serão montados postos de arrecadação de livros.


João Carlos Martins irá reger 35 músicos da Filarmônica Bachiana SESI-SP. O repertório conta com grandes nomes da música clássica: Mascagni, Beethoven, Brahms e outras peças ao piano. Durante os eventos, o maestro também visitará projetos sociais. Em Lençóis Paulista, irá à Casa da Cultura para encontro com a Banda Experimental Jovem e a Orquestra de Cordas da entidade. Em Agudos, haverá visita à EMEF Coronel Leite para encontro com a Corporação Musical Maestro João Andreotti e a Camerata de Violões Açucena da Serra.

Apresentações com a Filarmônica Bachiana celebram aniversário de 60 anos da empresa



A Duratex dá continuidade ao seu ano comemorativo, levando a música clássica como presente às regiões que sediam suas unidades fabris e florestais. A empresa já promoveu concertos que tiveram sucesso de público em Minas Gerais, Rio Grande do Sul e em Botucatu, interior de São Paulo. Estão previstos, ainda, outros concertos no interior do Estado (Itapetininga, Jundiaí), em Cabo de Santo Agostinho (PE) e João Pessoa (PB). O encerramento das comemorações será em dezembro, com um grande concerto na capital paulista.


Serviço
Concerto do maestro João Carlos Martins e Filarmônica Bachiana SESI-SP

Lençóis Paulista: dia 13 de maio, com apresentações, às 19h e às 20h30. Local: Clube Esportivo Marimbondo, Avenida Brasil, no. 1.038, Centro. Ingresso: doação de um livro novo ou usado, em bom estado. Pontos de troca: Casa da Cultura, Museu Alexandre Chitto, Biblioteca Municipal e Clube Esportivo Marimbondo, entre 6 e 13 de maio.

Agudos: dia 14 de maio, às 19h30.
Local: Praça Tiradentes, onde haverá postos para arrecadação de livros.

Superação
João Carlos Martins, homenageado pela escola de samba Vai-Vai, a grande campeã do carnaval paulistano deste ano, tem uma conhecida história de sucesso ao piano e como regente. Ídolo e modelo de superação para uma legião de fãs, ele investe na missão de inserir crianças e jovens de baixa renda no mundo da música com a Fundação Bachiana, além de parcerias com empresas privadas. "A minha experiência com a Duratex pretende democratizar a música clássica, aproximá-la de pessoas que nunca tiveram acesso a esse gênero musical, atingindo todas as classes sociais?, defende.

Pianista renomado e talentoso regente, o maestro tem uma história de persistência e superação conhecida em todo o Brasil. Durante vários momentos, sua carreira foi ameaçada: teve um nervo rompido e perdeu o movimento da mão direita e desenvolveu a Lesão do Esforço Repetido (LER). Submeteu-se a várias cirurgias, mas em um assalto sofreu um golpe que o fez perder o movimento das mãos novamente, tragédia seguida de um tumor que também comprometeu sua mão esquerda.

Mas ele sempre vencia as dificuldades com determinação. Comprou novos instrumentos, estudou exaustivamente e criou um estilo único de tocar. Em um sonho, aos 64 anos, foi que veio a inspiração da regência e João Carlos Martins abraçou a atividade, com o ânimo característico de sua personalidade.

A história de vida em prol da música tornou-se missão. O Maestro, com a Fundação Bachiana, leva o ensino musical a mais de mil crianças e mantém duas orquestras, uma delas em benefício de jovens de baixa renda. Com tanta dedicação, ele costuma afirmar que ?a música venceu? quando conta sua trajetória. ?Isso significa que mesmo com tantas adversidades, a música salvou a minha vida e me fez assumir uma responsabilidade social perante meu país. O Brasil precisa saber que a música significa inclusão social, e que através dela levamos uma mensagem de amor e paz?, defende.

O pianista e maestro foi, ainda, protagonista do depoimento final da novela Viver a Vida, da Rede Globo de Televisão, em maio de 2010. Sua história de superação foi o tema da escola Vai-Vai, a campeã do carnaval paulistano de 2011, com o enredo "A Música Venceu?.