outubro 25, 2012

Márcio Rocha é atração sexta-feira no Villa Blues


O pub Villa Blues Public Hall, apresenta na sexta-feira (26/10/2012) show com Márcio Rocha Guitarrero, a partir das 21 horas. O PUB fica na rua Velho Cardoso, 120 (Centro), e os ingressos antecipados custam R$ 20 e R$ 25 na portaria.

Márcio Rocha é natural de São Roque/SP, diretor de produção, músico, cantor e educador musical de guitarra, violão e viola caipira; ministra cursos sobre blues em municípios do estado de São Paulo, difundindo o gênero e sua história, formando novos músicos e ouvintes. Fisgado pelo blues no início da década de 1990, desenvolveu seu estilo tocando riffs marcantes e bends intensos, peculiares ao blues.


Iniciou-se no violão por intermédio do pai, Paulo Rocha, acordeonista e compositor, que lhe ensinou os primeiros acordes aos 10 anos de idade. Seu conhecimento musical era formado, basicamente, por músicas regionais, sertanejas, caipiras, choros, sambas e valsas. Após se mudar para Alfenas/MG, teve contato com a música de compositores mineiros, conheceu o rock e o blues.

Na juventude, estudou na Escola de Música e Arte José Biancardi – Grupo AMA, em São Paulo/SP e, depois, a fim de aprimorar seus conhecimentos musicais, foi aluno do reconhecido contrabaixista e arranjador Ivanildo Marques Meira, com quem trabalhou por alguns anos tocando samba-rock ao lado da cantora Elizabeth Viana.

Iniciou os estudos de contrabaixo acústico no Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos”, em Tatuí/SP, mas optou pela guitarra como seu instrumento. De 1998 a 2001, estudou com o guitarrista Douglas Silveira, em Araraquara/SP, onde aperfeiçoou os estudos em harmonia e improvisação.
Em 2002, realizou o curso livre O samba e suas linguagens, coordenado pelo guitarrista Luis Vagner, na Universidade Livre de Música - ULM Tom Jobim - CEM, em São Paulo/SP.

É guitarrista e cantor da banda Márcio Rocha & Juke Joint Blues Band desde 2002 e do grupo Song Brothers, formado em 2006.        

Também integra a banda Jimmy Red & The Marshal Blues Brand, formada, em 2006, pelo neozelandês, James Marshall.

Fincado em suas raízes, Rocha é um dos fundadores do Grupo Viola Cabocla, em 2004, que traz em seu repertório clássicos da música caipira.
Participou dos seguintes grupos musicais: 2001 – Mano Leite Quinteto (Jazz Brasil Instrumental) - Araraquara/SP; 1998/2009 – Banda Máquina do Tempo – Araraquara/SP; 1998/2001 –Black Code Blues – Araraquara/SP; 1997/98 – Spiritus Blues – Araraquara/SP; 1993/95 – Banda Delirium Tremens – Mairinque/SP; 1993/95 – Elizabeth Viana e Banda – São Paulo/SP; 1992/93 – Banda Trégua – Mairinque/SP; 1988/92 –Memphis Band – São Paulo/SP; 1987 – Banda TQDC – São Roque/SP

Ao lado de grandes nomes do cenário do blues, Márcio Rocha, acompanhado pela banda Juke Joint, participou de shows e festivais com Deacon Jones, Kenny Brown, Blues Etílicos, Fernando Noronha & Black Soul, Lancaster Ferreira, Flávio Naves, André Christovam, Irmandade do Blues e Made in Brazil.
No interior paulista, apresentou-se em diversos festivais: Semana Universitária de Santa Rosa de Viterbo – SUSA, em 1997,1998 e 1999; “Piracicaba Blues Festival”, em 2000; “Festival Nas Bandas de Cá”, 2000, no Sesc São Carlos; “SESC’n Blues”, em Araraquara, em 2000; “Ski Mountain Blues Festival”, São Roque, em 2005; Sesc’n Blues, em Bauru, em 2006; “Tenda ao Blues - Festival Internacional de Blues”, nos anos de 2004, 2005 e 2007, no Sesc Araraquara e Semana de História e Música, realizada pela Faculdade Dom Bosco de Monte Aprazível/SP, em 2010 e 2011, dentre outros.

Com o Grupo Viola Cabocla, destacamos as apresentações realizadas em abril de 2004, no Sarau Temático em homenagem ao músico araraquarense Cascatinha, da dupla Cascatinha & Inhana, promovido pela Associação de famílias e artistas circenses - Asfaci e Biblioteca Municipal Mário de Andrade, de Araraquara/SP e a abertura do show de Almir Sater, no Arraial da Solidariedade, em Araraquara, em 2005.

Em suas participações nas artes cênicas, realizou trabalhos com grupos de teatro e circo, como Olho da Rua, de Sorocaba/SP, Polichinelo, Grupo Nós Três e Cia. Boca de Cena, em Araraquara/SP, dos quais destacamos os espetáculos Prurugundum do Morro – Grupo Polichinelo (nas unidades do Sesc Araraquara, São Carlos e Bauru), em 2002 e Homenagem ao Teatro de Revista – Grupo Nós Três, 2002, (14ª Semana Luis Antônio Martinez Corrêa, em Araraquara).
No ano de 2002, participou do Show “Cartola 24 horas” (nas unidades do Sesc Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Araraquara e São Carlos).

Quando guitarrista da Memphis Band, de 1988 a 1992, com repertório formado por rockabilly,country e blues, Márcio Rocha tocou em várias casas noturnas paulistanas, tais como: “Café Piu Piu”; “Little Darling”; “Persona”; “Madame Satã”; “Cover Bar”; “Café Pedaço”; “Space D” e ”Camelot”. Neste período, tocou ao lado do baixista Rufino (ex-integrante da banda de Rita Lee, Tutti-Frutti); Billy Batera; o guitarrista Pedro Nolasco e o contrabaixista Chantilly.

Desde 1997, desenvolve pesquisa sobre a história do blues, fazendo do gênero o principal motivo de sua carreira.
Idealizou o projeto Oficina de Blues, que coordenou de 2001 a 2006, na Secretaria Municipal de Cultura de Araraquara e em diversas Oficinas Culturais Regionais do governo do estado de SP do interior paulista.

Participa do projeto “Song Brothers at Chess”, que homenageia os compositores de uma das mais importantes gravadoras de blues, Chess Records, com a banda Song Brothers, sendo sua primeira apresentação no Sesc - São Carlos, em novembro de 2011.

Foi contemplado pelo edital de chamamento do Sesi Osvaldo Pastore – Franca e do Sesi Wilton Lupo – Araraquara, com os projetos: “Viagem ao Universo do Blues” – Márcio Rocha & Song Brothers e “Do Bagaço à Cana” - Grupo Viola Cabocla.

Na área de produção, enfatizamos sua participação na organização do festival Araraquara Rock, desde a primeira edição, em 2002, até o ano de 2008; foi um dos idealizadores e diretor de produção das quatro edições da Mostra de Artes Circenses do Interior Paulista, contempladas por editais públicos, estadual e federal, realizadas em Araraquara e Sorocaba/SP. Produziu o projeto Música na Escola - A influência da África na música das Américas, realizado na Secretaria Municipal de Educação e Secretaria Municipal de Cultura de Araraquara, em 2003. Participou da organização da Opereta Caipira – Espetáculo realizado com alunos do projeto Oficinas Culturais, da Secretaria Municipal de Cultura de Araraquara, em dezembro de 2004.

Por seu trabalho e incentivo ao blues tradicional, Márcio Rocha vem se destacando no ensino, difusão e interpretação deste gênero no interior paulista.

Mais informações pelos telefones: (14) 8170-8500 ou 9604-8333, ou na página do Facebook - www.facebook.com/villa.blues