outubro 08, 2012

Ponto de vista


Sempre tive sorte
Encontrei caminhos por onde pude caminhar
Nenhuma dificuldade foi impossível de vencer
Nunca encontrei discussões que não pudesse debater
Todos os trabalhos eu pude realizar


As pedras que dificultavam meu acesso transformei em monumentos
As vitórias perdidas se tornaram experiência
As conversas à toa... Pura diversão
As atividades complicadas trouxeram descansos merecidos e recompensas válidas

Montanhas escaladas resultaram em visões deslumbrantes
Os tombos sofridos renderam marcas que se transformaram em história
Meus gritos sempre foram de gargalhadas
E os esforços do trabalho um grande prazer

Sempre tive sorte na vida, mas sei que tudo é ponto de vista
Visões otimistas, ou pessimistas
Desmentido tudo que disse; Também posso afirmar

A sorte nunca me encontrou
Sempre encontrei obstáculos no caminho
Enfrentei difuldades impossíveis de serem vencidas
As discussões nunca estiveram em minha realidade, pois sou dono da verdade
Muitos trabalhos eu deixei de realizar

As pedras que encontrei foram motivos de desistência
Vitórias perdidas só me deram frustração
As conversas à toa... Tempo perdido
Atividades difíceis resultaram em amarguras profundas

As caminhadas ao alto, apenas cansaço sem razão
As cicatrizes no corpo dores para serem esquecidas
Os berros eram apenas manifestações da amargura
E a dedicação ao trabalho, simples sintoma de escravidão

Sempre tive sorte, principalmente por ser otimista!