outubro 31, 2012

Secretaria da Saúde aponta alta nas taxas de infecção pelo vírus da Aids


Um estudo coordenado pela Secretaria de Estado da Saúde e pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo alarmou profissionais da área de saúde. O motivo é o silencioso avanço da Aids, principalmente entre jovens homossexuais. A pesquisa entrevistou 1.217 pessoas e registrou taxas altas de infecção pelo vírus HIV, causador da Aids.


Dos entrevistados com 18 a 24 anos de idade, frequentadores de bares, cinemas e boates da região da República e da Consolação, 6,4% estão infectados com o vírus HIV - uma taxa cerca de 50 vezes maior que a média nacional nessa faixa de idade.
Pesquisa entrevistou 1.217 pessoas, frequentadores de bares, cinemas e boates da região da República e da Consolação
Na faixa entre os 18 e 19 anos, a taxa de infecção foi de 5%, o que indica que estes jovens teriam se contaminado nos dois primeiros anos da vida sexual. A taxa de infecção entre todos os entrevistados foi 15% para o HIV e 18% para a sífilis, outra doença sexualmente transmissível. Dos 37 mil novos casos registrados por ano no Brasil, 7 mil estão registrados no estado de São Paulo.