janeiro 30, 2013

Cirurgia plástica intima: A nova tendência mundial. O que é natural já não é tão normal


Para sentir-se bem a mulher é capaz de buscar qualquer alternativa. Sentir-se desejada e atraente, despertar a atenção de seu parceiro e acima de tudo estar de bem com seu próprio corpo é o desejo de toda mulher.

As plásticas já fazem parte do universo feminino, mas agora a tendência é ainda mais inovadora, a cirurgia plástica íntima é a nova mania mundial.  Nos EUA, são realizadas cerca de 1,5 milhões de cirurgias íntimas, no Reino Unido, 1,2 milhões.


E no Brasil, pesquisas apontam um crescimento de 50% nos últimos dois anos, o que não poderia ser diferente, já que a mulher brasileira é considerada uma das mais vaidosas do mundo. A mudança na estética, redução dos lábios e outros retoques na genitália, estão ligados principalmente a um novo “padrão” genital.

As medidas ainda são imprecisas, o considerado normal, é o lábio que não ultrapassa 2 cm de largura. Mesmo sendo algo normal, as candidatas à cirurgia são aquelas mulheres que os lábios menores ultrapassam os maiores.  O padrão estético muda de acordo com o país e o período em que ele está vivendo.

Nos EUA, as mulheres querem vaginas menores e cor-de-rosa. Já no Brasil, a preferencia é pelo mesmo tom da pele, com lábios entre 1 cm a 1,5 cm.

De acordo com a Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia é preciso tomar muito cuidado ao mexer num local tão delicado, pois a vagina possui muitas terminações nervosas e caso seja feito algo errado, pode ser irreversível.