fevereiro 18, 2013

Botucatu pode receber exposição de Romero Britto


O coordenador do “Núcleo de Conservação e Proteção do Patrimônio Histórico da Fazenda Lageado”, José Eduardo Candeias, está trabalhando para trazer ao Museu do Café da Fazenda Experimental Lageado uma exposição artística com trabalhos do renomado Romero Brito.



As tratativas para consolidar a agenda começaram no inicio do ano passado e deram andamento, por meio da também artista plástica Wânia Rodrigues que expôs seus trabalho no museu, e conhece Robson Britto (52), irmão do artista pernambucano Romero.

Desde então o Museu tem mantido contato com Robson que é dono da galeria “Studio de Art” (www.studiorobsonbritto.com.br), e responsável pelas exposições de Romero.

Na semana passada Robson esteve em Botucatu, atendendo ao convite de Candeias, especialmente para conhecer o espaço da exposição. “Após a visita, demonstrando entusiasmo pelo que viu, ficou de encaminhar a relação de detalhes fundamentais para que uma exposição desse porte aconteça. Romero Britto é considerado atualmente um dos mais importantes pintores brasileiros”, comenta Candeias.

Romero pinta desde os 8 anos. Seus quadros invocam o espírito de esperança e transmitem sensação de aconchego. Atualmente morando em Miami, Homero tem obras em São Paulo, Belo Horizonte, Miami, Suíça, Tel Aviv, além de também ter obras com artistas renomados. O trabalho de Romero não se limita a telas, mas se estende a uma gama muito grande de produtos licenciados com o seu traço característico.

A expectativa é que a exposição, aconteça ainda no primeiro semestre. “O Museu, que desde 2009, já abrigou exposição com trabalhos de artistas como Aldemir Martins, Ziraldo, Ilka Lemos, Franco Belli, Grupo Oka, Osmar Santos, dentre outros, com essa iniciativa deve marcar a comunidade artística não só da cidade, mas de toda região. Nos próximos boletins traremos mais novidades sobre mais esse importante evento”, finaliza.

Próxima Exposição -  A atual exposição “Quando a cor dialoga com a forma”, com obras de Célia Nahas Garcia, já foi visitada por mais de 1500 pessoas e segue até o próximo dia 21 de fevereiro.

A próxima mostra já está agendada. Com inicio em 23 de fevereiro, e duração de um mês, o Museu irá expor, pela primeira vez, 15 obras da artista Anilza Aerts. Nessa exposição intitulada “A épica da simplicidade” Anilza “apresenta uma série de nus femininos, trazendo à tona representações de corpos por meio de recursos visuais”. A curadoria é de Oscar D´Ambrosio e o produtor cultural é Ricardo Cardoso.