fevereiro 19, 2013

Prefeitura proporcionará curso de segurança a funcionários de estabelecimentos comerciais


A Prefeitura de Botucatu, por meio da Defesa Civil, fechou parceria com o Corpo de Bombeiros para a execução de um curso de noções básicas de combate à incêndio e atuação em situações de risco. O curso que será gratuito e terá de quatro a seis horas de atividades práticas de segurança deve ser realizado no próximo mês de março, mas ainda sem data e local definidos.




De acordo com a Defesa Civil de Botucatu já foi confirmada para este curso junto ao Corpo de Bombeiros a participação de mais de 80 funcionários de estabelecimentos comerciais, como garçons, gerentes, seguranças, entre outros. “Esta é mais uma iniciativa da Prefeitura, que tem se mostrado parceira destes estabelecimentos. Queremos oferecer condições aos proprietários, e não reprimir”, esclarece o coordenador da Defesa Civil de Botucatu, Paulo Renato da Silva.

Esta é mais uma ação proativa do Poder Público após tragédia ocorrida na boate Kiss, em Santa Maria (RS), em janeiro passado, quando pouco mais de 230 pessoas morreram por asfixia após incêndio possivelmente provocado por artefatos pirotécnicos em apresentação de uma banda.

Desde então, a Prefeitura tem mantido reuniões com empresários locais e parceiros com objetivo de conscientizar sobre a importância de espaços, que recebam uma quantidade significativa de pessoas, manterem seus dispositivos de segurança em conformidade com a lei vigente. Em um desses encontros, o vereador Lelo Pagani esteve presente e em nome da Câmara Municipal, se colocou a disposição para discutir melhor o assunto através de Audiências Públicas.

Fiscalização - No último dia 8, a Defesa Civil, Secretaria de Planejamento, Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros, Policias Militar e Civil realizaram uma operação conjunta de fiscalização e orientação junto a 14 estabelecimentos comerciais da Cidade. Boa parte são bares/restaurantes, boates e clubes com capacidade para mais de 100 pessoas.

Na oportunidade foram notificados dois espaços: uma associação voltada à Terceira Idade, na Avenida Floriano Peixoto; e uma chácara para eventos, no Jardim Tropical. Os proprietários destes locais receberam comunicado de suspensão imediata das atividades em virtude da ausência de sistema de prevenção de incêndio, como saídas de emergência, extintores e sinalizações.

“Estes locais só poderão reiniciar suas atividades assim que forem providenciadas as documentações baseadas no Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros e as adequações necessárias apontadas pela fiscalização”, informa Paulo Renato.