maio 14, 2013

De Botucatu para o mundo André Liohn fala de sua trajetória, na EECA


O primeiro latino americano a receber o prêmio Robert Capa Gold Medal, um dos mais prestigiados prêmios de fotografia do mundo, o botucatuense Andre Liohn estará em Botucatu no próximo dia 20, onde irá apresentar seus trabalhos e falar com o público a respeito de sua trajetória, desde a sua saída da cidade em que nasceu até os campos de batalhas da Líbia e outras importantes coberturas jornalísticas pelo mundo.


Conhecido pelo seu tom crítico, conforme ficou demonstrado durante sua participação no Programa Roda Viva que foi ao ar em abril de 2012, Liohn adianta que a meta é receber a população em geral em um evento popular.

“Tenho um interesse pessoal por esse público estudantil e dos cursos supletivos, exatamente por já ter passado por isso no passado, porém, não quero me limitar a apenas esse público”, antecipa o fotógrafo.

A vinda  para a cidade está sendo possibilita graças a diversas parcerias, que ainda estão sendo constituída, mas inicialmente conta com os seguintes apoiadores, blog O Grito Notícias, jornal Diário da Serra, Escola Estadual Cardoso de Almeida (EECA) e Centro Cultural de Botucatu.

“Liohn é uma das personalidades de Botucatu que tenho acompanhado de longe e com quem já tive alguns contatos anteriores para a realização de atividades na cidade. A confirmação desse encontro com o público, na escola onde estudou no passado para tratar de sua trajetória profissional sem dúvida será uma lição de vida para todos os  presentes”, Diz Renato Fernandes jornalista do Diário da Serra e editor do blog O Grito Notícias.

Para João Carlos Figueiroa, presidente do Centro Cultural de Botucatu (CCB), A oportunidade é única. “Será uma grande oportunidade para os botucatuenses absorverem essa experiência única, nessa matéria, e, acredito que, será para o fotógrafo uma volta às origens e de descoberta, até mesmo com as críticas pertinentes ao período em que viveu na cidade”, comenta o Figueiroa.

André Liohn - A cobertura da Primavera Árabe, com um grupo de 12 fotos tiradas em Misrata, cidade, que ficou dois meses sitiada por tropas do ditador Muamar Kadafi, entre março e abril de 2011, garantiu a Liohn o  prêmio Robert Capa Gold Medal, edição 2012 do prêmio.

Há mais de uma década Liohn é correspondente de guerra freelancer, com atuação nos conflitos da Somália e Síria, entre outros locais.

Ele realiza trabalhos como fotógrafo e cinegrafista para empresas brasileiras e estrangeiras, entre elas a CNN norte-americana e a organização de defesa dos direitos humanos Humans Rights Watch.
Liohn Nasceu em Botucatu e seguiu para o exterior há cerca de 20 anos, onde, antes de se dedicar à fotografia, também trabalhou como lenhador.




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...