julho 17, 2013

Cinco de agosto - O Dia Internacional da Cerveja

A data foi criada em 2007 por um grupo de amigos da Califórnia, que resolveu fazer uma homenagem à sua bebida preferida. O dia da bebida tem um propósito essencial: estar com os amigos para apreciar a cerveja.

No último ano, 207 cidades em 50 países comemoraram a data, tais como Armênia, Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, Inglaterra, França, Grécia, Honduras, Hong Kong, Hungria, Índia, Irlanda, Israel, Itália, Japão, Líbano, México, Nova Zelândia, Noruega, Polônia, Portugal, Escócia, Eslováquia, África do Sul, Espanha, Suécia, Tailândia, Estados Unidos, Turquia, Uruguai, Venezuela.


E como Brasil ocupa a 3ª posição na lista de maiores produtores de cerveja do mundo, tem 120 milhões de consumidores e responde por 1,7% do PIB, o país não pode ficar de fora dessa comemoração.

Abaixo algumas dicas para celebrar a data:

1)    Beber uma boa cerveja com bons amigos
Se você estava pensando em passar o dia sozinho, pense novamente! Beber cerveja pode ser a parte mais importante da celebração do Dia Internacional da Cerveja, mas a cerveja vai muito melhor com um pouco de conversa. Então, chame os amigos para uma celebração!

2)    Dê uma cerveja de presente
É um fato bem conhecido que a cerveja tem um gosto melhor quando alguém compra para você. E pode se tornar uma tradição. Dê e ganhe cerveja dos amigos!

3)    Experimente novos sabores
Aproveite o Dia Internacional da Cerveja e se aventure em experimentar alguma cerveja que nunca provou: descubra novos sabores.

4)    Agradeça o seu garçom
Milhares de homens e mulheres ao redor do mundo dedicam suas vidas para servir a paixão nacional. No Dia Internacional da Cerveja é importante que essas pessoas saibam o quanto o seu trabalho é apreciado.  Deixe uma gorjeta, ou apenas diga obrigado aos heróis da noite.

Dicionário da cerveja:

O dicionário  cervejês é extenso e no Brasil alguns nomes já estão sacramentados: cerva, breja, suco de cevada, loira, boa, ouro líquido e birra são alguns destaques. No entanto, a lista é variada e nomes menos comuns podem ser ouvidos por bares e botecos brasileiros: ampola, honesta, bera, gelol e tudo mais que a criatividade deixar.

E se a intimidade com a gelada é grande, as manias e mitos relacionados ao consumo e degustação da cerveja são variados. Abaixo algumas questões – e suas devidas explicações – que geram dúvidas entre os cervejeiros de plantão.

Mitos e Verdades:

A cerveja deve ser colocada deitada na geladeira para gelar mais rápido – a melhor posição para armazenar e gelar cervejas é de pé, para que a superfície de contato do líquido com o ar seja menor. A cerveja deve ser resfriada gradualmente; colocá-la no congelador, só se forem momentos antes de servi-la.

Chope é a mesma coisa que cerveja – a cerveja passa por pasteurização, um tratamento térmico que garante maior prazo de validade ao produto. O chope, por sua vez, não passa pelo mesmo processo, e tem um prazo de validade menor, devendo ser consumido sempre fresco.

Cerveja tem que ser servida muito gelada – quando servida em baixíssima temperatura, a cerveja acaba anestesiando as papilas gustativas da língua, que fazem com que você perca a sensibilidade para degustar a bebida. O calor pede cervejas geladas, mas sem exageros.

O colarinho não serve para nada – a espuma protege a bebida da oxidação, ou seja, impede que ela entre em contato direto com o oxigênio, além de reduzir a perda de gás e ajudar a manter a temperatura. Dois dedos de espessura é o ideal.

Cerveja de garrafa é mais gostosa que a de lata (ou vice versa) – o produto é o mesmo, não importa o recipiente, porém, o aroma e sabor podem ser influenciados pelo modo de conservar e resfriar a bebida. Os excessos são prejudiciais para a degustação da loura; o ideal é manter a temperatura constante, seja ela fria ou sem refrigeração. Quando ocorre a mudança brusca de temperatura, o sabor da cerveja é prejudicado.

Não existe copo específico para tomar cerveja – para que os diferentes sabores e aromas sejam ressaltados, cada estilo de cerveja pede um tipo de copo adequado. A pilsen pode ser apreciada em uma tulipa ou caneca, a lambic pede taças do tipo flauta e já a weissbier, copos maiores. Se não tiver o copo ideal, utilize taças de vinho branco.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...